Crislambrecht: Alguns barulhos de vez em quando Alguns...

Alguns barulhos de vez em quando
Alguns barulhos estranhos
Alguns pensamentos perdidos
Alguma vontade nenhuma

A cela para os fantasmas
Explode na minha frente
E o fogo me ilumina
Debaixo do negro véu, de estrelas

Entre quatro paredes
Num canto da caixa
cercado de virtudes
Virtudes penduradas na parede

Eu eu parado na parede
Desde o choque contra o muro

Quando o mundo
Girava rápido demais
Eu ficava tonto e quase caía
E a meu ver, também sentia

Às vezes assustado
Com a voz do minuano
Às vezes sem recordar
Que o mundo ainda é insano

Somos todos iguais
De faces pintadas
Com roupas coloridas
Tão desiguais

Mas a vontade reside em nós
Ela manda
Ela emana
E a sós obedecemos

E eles, quem pensam que são?
Eles não me importam tanto
São aqueles que eu quero bem
É que me fazem perder o sono

Em quem acredito
E quem acreditou em mim
Apesar da tola palavra
Acreditando se começa

Nosso gloriosa nave terra
É o mundo, e o único mundo
É onde está tudo que é sagrado
Aqui estão você e seus sonhos

É aqui na terra
Onde você vai ficar..

1 compartilhamento
Inserida por crislambrecht