Enide Santos: Relatos do fundo do poço O fundo do...

Relatos do fundo do poço O fundo do buraco, não é o fim de tudo. Visto por outro ângulo, percebido de outra forma. Há paredes escorregadias, Transmitem toda tri... Frase de Enide Santos.

Relatos do fundo do poço

O fundo do buraco,
não é o fim de tudo.
Visto por outro ângulo,
percebido de outra forma.

Há paredes escorregadias,
Transmitem toda tristeza,
da perca dos dias.

É tão profundo o fundo.
Há olhares apagados.
Vidas sem (re) ação.

Braços que se movem sem motivos.
E do fundo, de onde se pode ouvir,
Os risos de quem longe está dali.

Difícil subir...
Áspera e dura escalada
Limos de indecência.
Lodos de demência.

Escombros caem sobre meus ombros
Cicatrizes nas paredes lamacentas.
Ai então, se percebe,
quanto “se” tem aqui.

A lonjura do fim é ficar no fim
ou batalhar para ir até o fim
de chegar ao começo.

Enide Santos 05/05/14

1 compartilhamento
Inserida por EnideSantos