PASCOAL, Marcelly: Olhos de Ruína Ele tinha olhos...

Olhos de Ruína Ele tinha olhos claros… e fascinantes! Essa foi a primeira visão que tive: Seus olhos, sublimes e perversos. Fingi não notar sua presença. Tentei... Frase de PASCOAL, Marcelly.

Olhos de Ruína
Ele tinha olhos claros… e fascinantes!
Essa foi a primeira visão que tive: Seus olhos, sublimes e perversos.
Fingi não notar sua presença. Tentei ignorá-lo.
Ele detinha todas as atenções, paparicado e popular.
Sempre odiei esse tipo.
Mas era impossível odiar alguém com aquele par de olhos.
Seus olhos, encantadores e profundos como o mar.
Algo me dizia que aquele olhar, carregado de segredos, ainda iria me surpreender.
Minha intuição, sempre tinha razão.
Mas em estado de arrebatamento não pude atentar para qualquer outra coisa.
Dos seus olhos saia uma força estranha e eu estava presa pelo encanto daquele olhar.
Fui tola. Fui cega e boba.
Em seus olhos, claros e hipnotizantes encontrei minha condenação.
Marcelly Pascoal

5 compartilhamentos
Inserida por Cellycris