Ranon: Capitalismo por egoísmo. Confesso. É...

Capitalismo por egoísmo.

Confesso. É realmente hipócrita da minha ou de qualquer outra parte, negar a importância
do dinheiro para se estabelecer conforto de vida nessa sociedade. Mas acompanhe se quiser, minha reflexão: Embora seja normal ver, é bastante estranho andar pelas ruas e se deparar com andarilhos, mendigos, clamando por sobrevivência em uma biosfera tão rica e bela. Sem necessidade, impomos fronteiras para a felicidade. Algumas noites, paro para refletir sobre qual foi/é a necessidade da criação de uma moeda de troca. Qual seria o problema de progredirmos a tecnologia exatamente como hoje, porém o pagamento como sendo a felicidade no sorriso do próximo? Será que a raça humana foi concebida com uma falha genética, onde o próximo passo da evolução consiste em excluir aquele que não foi capaz de acompanhar a imposição supérflua?É o que parece. No Paleolítico não haviam mendigos. Não haviam desigualdades sociais. Começo a pensar que evolução é simplesmente ponto de vista. Esgotar, poluir, é avanço? O homem vem fazendo a terra chorar petróleo. Estamos prestes a velá-la. A causa da morte: Hemorragia no Ecossistema. Não se engane, o amor foi extinto. A solidariedade XXI é o álibi para escapar do inferno, é medo. Hoje, nada mais é grátis. A religião vem sendo a muleta dos aleijados de amor próprio. O humano é tão fraco, que deixou a cria (dinheiro) dominar o criador ( nós).

Façamos agora um paralelo: lixeiro, policial e médico. Quer rir? Basta levantar alguns dados. O Sr. Lixeiro, levanta quando o sol ainda está escondido. Passa dia, tarde e noite recolhendo a lixarada de todos, sem distinção.
O Sr. Policial, levanta quando o sol ainda está escondido, ou, as vezes nem levanta pois já está acordado, alerta. Assegura a população, combate o crime.
O Sr. Médico, levanta antes ou depois do sol aparecer. Tem uma jornada amena de trabalho diário. Seu grande esforço é apenas intelectual.
Agora, pergunte a um estudante seu sonho de carreira. Pronto, é hora de rir. Ouça "medicina" até seus tímpanos sangrarem. Falsos moralistas vão justificar a escolha: "Não é só pelo dinheiro, quero ajudar as pessoas." Catar o lixo e prender bandido também é forma de ajuda, mas isto você não quer de jeito nenhum. Ou seja, é só pelo dinheiro e conforto sim.Ajuda? Paz de espírito. Felizes são os hippies, deveriam se chamar happy's, pois é incrível sua capacidade de estampar sorriso sem um furado no bolso. A sociedade perdida que faça oque bem quiser, só sei que, até onde estudei biologia, o ser humano necessita de célula para viver, não celulose.

2 compartilhamentos
Inserida por RanonB