Dayse Sene: (...) Mas ainda não inventaram um...

(...) Mas ainda não inventaram
um recurso tecnológico para avisar
que um amor vai entrar na sua vida
e fazer o chão tremer.”
Assim diz Martha Medeiros!
E também não inventaram
um recurso tecnológico,
que nos preparam para entender
quando vamos perder esse amor.
Porque é quando arranca o
chão dos nossos pés e
nos joga num abismo.
Vem com tanto força, feito tsunamis.
Com ou sem tantos avanços tecnológicos,
o nosso coração ainda precisa
aprender a suportar as grandes alegrias
e as imensas decepções,
sem que ele pare de bater.
Há de pulsar forte!
Acelerar...
Entristecer...
Quase parar...mas jamais poderá parar!
Porque o amor é assim...
É preciso observarmos a cada amanhecer.
A cada por do sol.
A cada anoitecer.
Que eles irão se repedir dia -após- dia.
Para recuperarmos as alegrias,
ou cuidarmos das cicatrizes do amor!

1 compartilhamento
Inserida por daysesene