Meg Lima: Eu não sou e nunca vou ser contra...

Eu não sou e nunca vou ser contra conquistar o melhor desta terra. Aliás, eu acho, de verdade, que gente feliz e realizada é mais legal mesmo – rss! Mas sem demagogia, estamos vivendo um tempo de verdadeiro “horror” na sociedade. Desde que o mundo é mundo sempre vai existir a classe mais favorecida levando vantagem sobre a menos favorecida. Caso não houvesse isso, todos seriam patrões, e quem faria então os serviços que nem todos querem fazer, não é mesmo?

Mas falo de algo muito mais profundo que isso. Me refiro a aparência. Quanto mais o tempo passa, as pessoas têm querido viver de forma que não podem, e quando podem exageram. É um tempo exacerbado do egocentrismo: primeiro eu, segundo eu, terceiro eu. E digo mais, é difícil até se ver mãe se sacrificando por filho, filho por mãe, mulher por marido, marido por mulher... Irmãos então, irmãos não querem mais se sacrificar por irmãos. Quando falo de sacrifício falo de amor incondicional. Hoje, ninguém quer fazer o outro feliz primeiro, ninguém tem mais prazer em ceder pra que uma relação melhore. A preocupação atual é individual. “Se eu me der bem, eu te ajudo, fique tranquilo.” Querido, não julgo esse pensamento, mas não chame de amor genuíno isso, pq não é. Qual é o mérito ver o outro feliz, só quando vc for? Que inversão de valores é essa? E muitas mães têm ensinado seus filhos a irem pelo mesmo caminho. Resultado: uma sociedade que se preocupada cada vez mais em si mesmo. Pessoas que vão à tarde tomar ‘champagne baby’ com as amigas, enquanto crianças comem um dia, sem saber se vão ter o que comer no outro. Pessoas gastando de forma exagerada em noitadas, enquanto crianças não têm nem cobertor pra se esquentarem debaixo das marquises.

Por favor, não me leve a mal, não sou nenhuma moralista, muito menos a ‘madre Teresa de Calcutá, mas tbm não sou nenhuma insensível a ponto de observar cada vez mais isso e fechar meus olhos pra tudo o que tem acontecido. E digo mais, ajudar o próximo, se preocupar com o outro, estender a mão, ter ações traz muito crescimento do que qualquer “viagem inesquecível”. Cada dia que passa, quero que Deus desenvolva em mim, o amor de verdade por quem precisar de mim, por quem meus olhos enxergarem. “Pq a questão fundamental da vida é aprender a amar. O amor não é algo natural para nós. A natureza humana nos faz pensar em nós mesmos primeiro. Fazemos o que é melhor para os nossos interesses, sem prestar atenção em como isso afeta os outros. Mas o verdadeiro amor coloca as necessidades dos outros antes das suas próprias. Faz do problema do outro um problema seu. Dá aos outros o que precisam e não o que merecem.” Difícil amar assim? Se fosse fácil Deus não precisaria ter entregue seu único filho por vc e por mim. Não teria nos amado incondicionalmente. Se vc amar de forma genuína alguém, terá tbm alguém amando vc assim... Não é algo individual, é coletivo, entende isso?

Sim. Já existe muita gente desenvolvendo na prática, nas ações esse amor por aí. Mas se eu não estiver dentro disso, do que me adianta? Tenho pedido a Deus pra me ajudar a desenvolver esse amor a cada dia. Meu Deus do céu, não é possível que o propósito de Deus para as nossas vidas seja apenas conquistar coisas materiais, concorda? Não é possível que seja pra andar de helicóptero até Angra e durante o trajeto ainda olhar do alto como a cidade é linda. Não acho que seja entrar nas melhores grifes e comprar bolsas e mais bolsas. Trocarmos de aparelho celular cada vez que um modelo mais atual sai. Eu não sou contra nada disso, e nem to aqui fazendo apologia à pobreza, longe de mim. Até pq eu acredito num Deus que é dono do ouro e da prata, mas tbm acredito num Deus que tem se entristecido cada vez que nos vê preocupados com o nosso bem estar o tempo todo. Pessoas morrendo de frio nas ruas. Familias inteiras sendo destruídas pelas drogas. Pessoas sendo consumidas pela depressão. E por incrível que pareça, quem se preocupa mais e mais com si próprio é o mais infeliz. É o que mais sofre com o mal desse século: a depressão. E acho que depois do pouquinho que escrevi acima, nem preciso dizer pq, ne?

Bem, vim aqui apenas pra dizer que o maior de todos é o AMOR! E que Deus nos ajude a AMAR de verdade! ;)

1 compartilhamento
Inserida por megglima