Marco Lafico: Quero tudo do meu gosto, contar nossa...

Quero tudo do meu gosto, contar nossa história ao joão, dizer que em um dia chuvoso tu me fez escrever um refrão.

Não aguentei, fui ali te conhecer, arrumou o cabelo, deu boa noite, e se despediu sem nem dizer o porquê.

Mas são coisas da vida,
coisas do velho sertão.
Ora, Chico Buarque já cantou coisas mil do teu coração.

Fui valente, bati a porta, aqui não volto não, se for pra voltar, que seja por outra canção.

Passa chuva, passa o vento,
o vento tem medo da chuva, chuva da força ao vento.

E na nossa tempestade, em meio à toda essa bruma, vento não tem medo, vento anda junto com a chuva.

1 compartilhamento
Inserida por jenrodrigues