Impulsiva - Jéssica Moreira: E foi arrumando meu guarda-roupa que...

E foi arrumando meu guarda-roupa que encontrei a nossa caixa. Aquela mesma, que eu guardava nossas fotos, cartas e bugigangas. Tudo já meio velho e com cheiro de passado, acabei mergulhando em sentimentos que hoje não mais me pertencem. Lembrei do início do relacionamento, e o quanto eu era louca por você. Das suas palhaçadas e o quanto a gente sorria juntos. Lembrei também de todas as vezes que você me fez chorar. Quando lutava sozinha por um relacionamento que era pesado demais pra uma pessoa só. E de todas as loucuras que eu fiz, a maior foi tentar amar por nós dois. Lembrei do fim... Ainda bem que existem amigas. Eu sofri sabia? Era como se você tivesse retirado meu chão, e insistisse em sambar sob ele. Quando me abri novamente pro mundo, foi ainda pior. A cada beijo que não se encaixava, a cada garoto que não me fazia sorrir o suficiente pra suprir sua falta, era uma quase recaída com mensagens já escritas salvas no rascunho do celular. E felizmente, sempre que pensava em te procurar, havia uma amiga pra me lembrar dos motivos por a gente não estar juntos. Hoje, eu ainda não encontrei alguém que me marcasse como você, mas sobrevivo bem assim. Na verdade, foi você mesmo quem fez o parto, e me colocou de volta a vida. E esta, me guarda coisas muito melhores. Até mesmo que você. Obrigada por me fazer mais forte do que antes, e mais do que isso, por sair do jogo para que eu pudesse ver que sou capaz de amar muito mais... Minhas queridas amigas.

1 compartilhamento
Inserida por ImpulsivaJM