Jose Luis Borges - trad. Lucimar: "Depois de um tempo, alguém...

"Depois de um tempo, alguém aprende a sutil diferencia
entre sustentar uma mão
e encadear uma alma;
E alguém aprende que o amor não significa deitar juntos,
e que uma companhia não significa segurança,
e alguém começa a aprender…
... Que os beijos não são contratos e os presentes não são promessas,
e alguém começa a aceitar suas derrotas com a cabeça alta
e os olhos abertos,
e alguém aprende a construir todos seus caminhos no hoje,
porque o terreno de manhã é demasiado inseguro para planos…
e os futuros tem sua forma de cair por a metade.

E alguém aprende que se é demasiado
até o calor do sol pode queimar.

Assim que alguém planta seu próprio jardim e decora sua própria alma,
em lugar de que alguém lhe traga flores.

E alguém aprende que realmente pode suportar,
que alguém é realmente forte,
que alguém realmente vale,
e alguém aprende e aprende… e assim cada dia.

Com o tempo aprendes que estar com alguém
porque te oferece um bom futuro,
significa que tarde o cedo desejarás voltar a teu passado.

Com o tempo compreendes que só quem é capaz
de amar-te com teus defeitos e sem pretender te mudar
pode brindar-te toda a felicidade

Com o tempo aprendes que si estás com uma pessoa
só por acompanhar tua solidão,
irremediavelmente acabarás não desejando voltar a vê-la.

Com o tempo aprendes que os verdadeiros amigos são contados
e quem não luta por eles, tarde ou cedo,
se verá rodeado só de falsas amizades.

Com o tempo aprendes que as palavras ditas em momentos de ira
seguem ferindo durante toda a vida.

Com o tempo aprendes que desculpar qualquer um o faz,
mas perdoar é atributo só de almas grandes.

Com o tempo compreendes que si hás ferido a um amigo duramente
é muito provável que a amizade nunca seja igual.

Com o tempo te darás conta que ainda sendo feliz com teus amigos,
choras por aqueles que deixaste ir.

Com o tempo te darás conta de que cada experiência vivida,
com cada pessoa, é irrepetível.

Com o tempo te darás conta que o que humilha
ou despreza a um ser humano, tarde ou cedo
sofrerá multiplicadas as mesmas humilhações ou desprezos.

Com o tempo aprendes a construir todos teus caminhos no hoje,
porque o sendeiro da manhã não existe.

Com o tempo compreendes que apressar as coisas e forçá-las a que passem
ocasiona que no final não sejam como esperavas.

Com o tempo te darás conta de que em realidade o melhor não era o futuro,
senão o momento que estavas vivendo justo nesse instante.

Com o tempo verás que ainda que sejas feliz com os que estão ao teu lado,
ansiarás pelos que se marcharam.

Com o tempo aprenderás a perdoar ou pedir perdão,
dizer que amas, dizer que sente saudades, dizer que necessitas,
dizer que queres ser amigo, pois ante
uma tumba, já não tem sentido.

1 compartilhamento
Inserida por lucijordan