Aline Mariz: Dos amores e verbos Embrutecer-se, tecer...

Dos amores e verbos Embrutecer-se, tecer corpo, alma e coração juntos Brotar em si o bruto, construir paredes, fortaleza corporal e interna Esquecer das flores,... Frase de Aline Mariz.

Dos amores e verbos

Embrutecer-se,
tecer corpo, alma e coração juntos
Brotar em si o bruto,
construir paredes,
fortaleza corporal e interna

Esquecer das flores, do céu, do mar
Enxergar cinza e alto,
como os prédios da cidade

Deixar ir as coisas passadas
e amar apenas o que restar,
ainda que nos poços mais fundos de nós mesmos
- e falhos, como tudo que é humano

Embrutecer como quem escolhe esse caminho
não porque quer,
mas porque precisou
e teve que catar a coragem
(aquele milésimo de segundo de coragem)
para seguir de pé firme com a decisão

Ir-se embora
e se endurecer de si mesmo,
invenção como que num piscar de olhos,
como que na contradição do tempo:
demora-se tanto e pouco, ponteiros param e correm
do mesmo jeito que o amor nos fere
e aos trancos,
embrutece

2 compartilhamentos
Inserida por alinemariz