José Borges Neto: Nesta noite calma quero te escrever E...

Nesta noite calma quero te escrever

E declarar meus pensamentos

Através de um simples poema.

Quero te lembrar dos nossos sonhos

Nossos maiores desejos

E te falar dos meus planos.




Quero te contar ao ouvido

Meus maiores medos,

Minhas mais tristes contradições.

Quero te acordar depois

Com um beijo, um abraço, um prazer.

Só espero que não minta

Quando for me responder;




Será que agente sabe

O que agente realmente quer?

Ou será que queremos apenas

Um copo de bebida, um poema qualquer?




Nessa noite peguei o violão

Junto com algumas ideias surreais

Misturando tudo em um copo

Bebi calmamente, e tudo suou calmo demais.

Lembrei-me dos nossos planos de mudar o mundo

E vi que ate agora nada fizemos de verdade.




E que os deuses me perdoem

Por toda minha falta de fé,

E que a chuva que se aproxima

Lave minha alma esta noite,

Leve pelo ralo tudo que não importa

Só deixe aquilo que mais me faz bem: Você.

1 compartilhamento
Inserida por JoseBorges