Deusdedith Manuel: Sou de uma vida sem conto. Sou de uma...

Sou de uma vida sem conto.
Sou de uma família sem nome.
Sou influenciado pelos amigos a praticar maus actos.
Eu sou a fonte da tristeza.
Olhem para mim pobre como sou.
Olhem para a minha mãe sempre triste por não ter nada para dar de comer aos seus filhos.
Os meus irmãos tornaram-se delinquentes.
Passam a assaltar pessoas inocentes.
Andam pelas ruas sem nenhuma esperança.
Colocando em risco a vida de várias famílias.
Causando um fraco desenvolvimento no país
Olhem só como é que o mundo é cruel.
Os meus primos invejam-me.
Ocultam a minha identidade.
Tornam-me a vida cada vez mais difícil.
Fazendo-me mergulhar nas profundezas do rio.
Os jovem abulem a formação em troca do copo.
Caindo no desrespeito e na falta de educação.
Causando problemas aos seus familiares.
E retorno nas suas vidas.
Adolescentes com amoralidade.
Fazem do mundo um sítio de ofensas.
Onde não há respeito nem sentimento.
Num mundo de turbulência.
Dominado pela violência.
Pelo prazer de fornicação.
Amando o álcool.
Esta é a realidade em que nos encontramos.

1 compartilhamento
Inserida por Deusdedithh