Roger Lima: Ainda bem que o "para sempre"...

Ainda bem que o "para sempre" não existe.

Sim, imagine se tudo que desejamos durasse para todo o sempre, se aquele momento especial durasse uma eternidade?

Se a vida durasse para sempre, se a saudade fosse eterna, se a dor não tivesse fim, se a felicidade fosse plena?

Se o dia fosse feito de risos e a noite feita de amor?
Se a esperança fosse eterna e seus sonhos infindáveis?

Ainda bem que o "para sempre" não existe.

Se a vida fosse eterna que valor ela teria? Nossos sonhos seriam eternos e nunca realizados, pois a esperança de um dia realizar não findaria, e por que realizar algo a mais se sua felicidade é imortal?

Ainda bem de a vida não dura para sempre, que os momentos bons duram pouco, mas o suficiente para serem inesquecíveis.

Ainda bem que existe a dor, pois dela vem a certeza do valor da alegria, e que esta dura pouco, assim não nos acomodamos com uma vida sem emoções, sejam boas, sejam más.

Ainda bem que a vida é uma só, que não amamos para sempre, mas não passamos a eternidade sem amar, que não sofremos para sempre, assim damos mais valor aos pequenos momentos, que não sonhamos para sempre, pois um dia teremos que realizar.

Ainda bem que existe o lado bom e o ruim da vida.

O "para sempre" é aquilo que dura o tempo necessário, é a incerteza do acerto, o medo do equívoco, o receio da palavra.

Viver, errar, amar, chorar, sorrir, é o presente, e o presente é o para sempre, por que a vida acontece agora e um segundo que passa se torna "o momento é para sempre".

Ainda bem que o "para sempre" não existe,
mas que tudo que se faça seja eterno,
mesmo que dure um minuto apenas.

1 compartilhamento
Inserida por rogerlima