Vanessa Leite: Satélite E se por um instante, um...

Satélite

E se por um instante, um determinado momento de nossas vidas, todas as luzes se apagassem?

As Tv’s fossem desligadas, os rádios, computadores, celulares e todos os outros dispositivos móveis de internet, todos os meios de transmissão, comunicação e locomoção de origem material e tecnológica? – Em que momento de sua vida você se encontraria? Quantas pessoas estariam do seu lado?

O que fazer? O que falar? Para onde olhar?

- Diga-me! Conhecendo a si mesmo como individuo e individualmente falando – Diga-me, onde você estaria? E por quê? Sozinho? Com quem?

Que conhecimento pode se absorver do breu total, do silencio?

Diante disso – Diga-me! Em quem você pensaria primeiro? E no segundo e terceiros? De quantos rostos vai se lembrar, e os nomes, e as qualidades e frases que distinguem cada um?

E por quanto tempo pensaria neles? Até o desespero tomar conta, ou só quando o desespero tomar conta?

Não se estipula um dia para ser feliz! Não existe uma data para dar presentes!

Não importa que horas são! Que dia é hoje, o ano e o mês, não fique ensaiando!

Somos vitimas do medo!

De repente pode ser assustador ser sozinho, sem nenhum artifício, se ver apenas diante de si mesmo.

Para quantas pessoas você deu um “bom Dia”?

Com quantas pessoas você já gritou? – Certo! Agora não importa.

As luzes se apagaram, o sistema esta inoperante.

Agora é somente você, somos nós ás margens do que fizemos e deixamos de fazer, não há onde se esconder.

1 compartilhamento
Inserida por HavennaLeite