Germana Facundo: MEU COTIDIANO (10/04/1998) Acabei sem...

MEU COTIDIANO
(10/04/1998)

Acabei sem tomar café
Amanheci só
Amanheci triste e com vontade de amar
Mas, quando abri os olhos,
A realidade foi mais forte que o o Sol que entrava pela janela espetando os meus olhos
Então me levantei e respirei o ar de mais um dia intragável
Eu poderia nem me levantar
Poderia deitar para sempre
Pois, voltei a ter meus desejos
Só que, como sempre,
Torná-los reais é tão difícil!
Não sei qual o meu destino,
Sei que me sinto sempre muito só
E essa solidão é muito ruim,
É irritante, agressiva, insuportável,
E, cada dia que passa,
Essa solidão que faz pesar o meu corpo
Também me sufoca
Também me põe contra a parede
E me faz querer gritar...
Na verdade, quero fazer muito mais que isso...
Mas é justamente para isso que me falta coragem.
Falta coragem até para rir,
Até para chorar me falta coragem,
Menos para escrever,
Menos para me lastimar
E sentir toda a tristeza em meu coração.
Aquela tristeza que espreme meu peito até eu sufocar,
Sem ar e fica impossibilitada de me mexer.
Hoje eu acabei sem tomar café,
Porque não tinha coragem nem de abrir a boca.

20 compartilhamentos
Inserida por Anamreg