Cadu moraes: Eu posso ser um pouco louco, eu posso...

Eu posso ser um pouco louco, eu posso ser um tanto disperso, mas só quem conhece o meu coração lá dentro, lá no fundo, sabe o quanto eu valho à pena. Não se julga um coração pelas suas defesas, pelos muros levantados a sua volta, mas pela capacidade que ele tem de ceder para amar novamente. E eu acredito que a minha capacidade de amar é incondicional. Eu sou possível. As pessoas são possíveis. O problema é que as pessoas não lidam bem com dificuldades. As pessoas não querem lutar por nada nem ninguém nem qualquer coisa que possa no final das contas valer mais do que todo o dinheiro do mundo. As pessoas só querem a comodidade, o conforto do travesseiro mais acolchoado, a bebida mais cara, as melhores festas, enquanto um menino que vive lá dentro de você, sedento por amor sofre, calado, sozinho, sem voz, morrendo de medo de ser infeliz. E esse menino é a única pessoa que estará ao seu lado quando todo o dinheiro, esse conforto, essa comodidade não servir de mais nada. Esse menino que se chama Coração é a única chave da felicidade, do pra sempre, das coisas que de tão simples são as mais bonitas. E será que você tem cuidado bem desse garotinho? Será que você tem parado pra pensar que o seu orgulho é só um sentimento e não te faz levar socos na boca do estômago? Será que tudo o que você deixou pra trás não merecia mesmo uma segunda chance?

1 compartilhamento
Inserida por biancavasconcelos