Declaração de Amor Autor Desconhecido

Cerca de 2299 frases e pensamentos: Declaração de Amor Autor Desconhecido

Quero um homem que me chame de linda em vez de gostosa... Que me ligue de volta quando eu desligar na cara dele... Que deite embaixo das estrelas e escute as batidas do meu coração, ou que permaneça acordado só para me observar dormindo... O homem que me beije na testa... Que queira me mostrar para todo mundo mesmo quando eu estou suando... Um homem que segure minha mão na frente dos amigos dele... Que me ache a mulher mais bonita do mundo mesmo quando estou sem nenhuma maquiagem e que insista em me segurar pela cintura... Aquele que me lembra constantemente o quanto ele se preocupa comigo e o quanto sortudo ele é por estar ao meu lado... Aquele que esperara por mim... Aquele que vire para os amigos dele e diga ** “É ela, a mulher da minha vida!

Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.
Difícil é sentir a energia que é transmitida.
Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.

Desconhecido

Nota: Trecho do poema "Reverência ao destino".

O sofrimento é o intervalo entre duas felicidades.

Se você ama alguma coisa ou alguém, deixe que parta. Se voltar é porque é seu, se não é porque jamais seria.

Desconhecido

Nota: Autoria por vezes atribuída a William Shakespeare.

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui para satisfazer as dela.

Temos que nos bastar. Nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam. Não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Desconhecido

Nota: Trecho de um texto muitas vezes atribuído erroneamente a Mario Quintana.

Quero todo o teu espaço
e todo o teu tempo.
Quero todas as tuas horas
e todos os teus beijos.
Quero toda a tua noite
e todo o teu silêncio.

Desconhecido

Nota: O poema é atribuído a Mario Quintana, mas não há fontes que confirmem essa autoria.

Se temos de esperar,
que seja para colher a semente boa
que lançamos hoje no solo da vida.
Se for para semear,
então que seja para produzir
milhões de sorrisos,
de solidariedade e amizade.

Desconhecido

Nota: A autoria do pensamento tem vindo a ser erroneamente atribuída a Cora Coralina.

Eterno Namorado

Meu bem, não quero te fazer sofrer
Não quero te fazer mal
Mas eu estou mudando e preciso
seguir sozinha... Não foi escolha minha
Não... Eu não estou te abandonando e nem fugindo
Eu só estou crescendo, é uma força que vem de dentro
é mais forte que eu...
Eu te amei com todas as minhas força e eu ainda te amo... Acho que te amarei eternamente...
Hoje a chama que está no meu peito não me esquenta como antigamente... Ela está me queimando...
Guardei todos os abraços, beijos e cheiros só pra mim...
Guardarei os segredos, os medos só pra mim... Guardarei os sonhos, os planos para o futuro só pra mim...
Quero continuar do seu lado, pra sempre meu eterno namorado... Eu vou estar sempre do seu lado como: amiga, namorada, conhecida ou nada... Mas sempre estarei aqui...
Você poderá sorrir do meu lado, chorar no meu ombro, se perder nos meus olhos e morrer nos meu lábios...
Pois te amarei eternamente
Mas não, eu não quero transformar esse amor em ódio
Deixa eu guardar o que de melhor aconteceu pra mim...

Dois...
Apenas dois.
Dois seres...
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A se olharem...
Pensar talvez:
Paralelos que se encontram no infinito...
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas.

Desconhecido

Nota: Muitas vezes atribuído, de forma errônea, a Pablo Neruda

Atender a quem te chama é belo. Lutar por quem te rejeita é quase chegar à perfeição.

Desconhecido

Nota: Trecho do texto "A tua caminhada ainda não terminou". A autoria do texto é muitas vezes atribuída a Charles Chaplin.

...Mais

Cada pessoa que passa em nossa vida é uma nova pessoa, que não deve nunca ser tratada a base de experiências anteriores, senão é você que vai fazer todas as suas relações serem sempre a mesma coisa... se já te traíram, se já te enganaram, se já te decepcionaram... a pessoa que se encontra agora na sua vida não teve e não tem culpa nenhuma do que se passou com você... às vezes é bom apostar em alguém... pode ser que você esteja deixando para trás desta vez o verdadeiro amor da sua vida.

Chore, grite, ame.
Diga que valeu, que doeu, que daqui pra frente só vai melhorar.
Perdoe, insista, ame novamente.
Não leve a vida tão a sério.
Descomplique.
Quebre regras, perdoe rápido beije lentamente.
Ame de verdade, ria descontroladamente e nunca lamente nada que tenha feito você sorrir...

CONHECIDOS E AMIGOS: AS GRADAÇÕES

Amigo do peito.
Amigão.
Velho amigo.
Meu melhor amigo.
Conheço-o há muito tempo.
Conhecido metido a amigo.
Amigo que cai de turma e vira conhecido.
Sempre foi muito legal comigo.
Conhecido íntimo.
Conhecido afetuoso.
Conhecido que se diz amigo.
Conhecido que finge que não nos vê em certas situações.
Amigo intenso que não se vê há muitos anos.
Amigo passivo.
Amigo de convivência esparsa e rara.
Amigo de todas as horas.
Amigo das horas difíceis.
Amigo só de horas fáceis.
Amigos encrenqueiros.
Amigos adoráveis.
Amigos trabalhosos.
Amigo de Fé.
Conhecido de vista.
Falso íntimo.
Amigo a quem não se conhece pessoalmente.
Amigo da Internet.
Conhecido da Internet.
Chato da Internet.
Afinidade especial na Internet.
Amigo dela de quem foi caso secreto no passado.
Amiga dele de quem foi caso secreto no passado.
Ex–amigo que ainda não sabe que já é.
Candidato a ex-amigo.
Amizade que deixamos escapar.
Amizade unilateral.
Admiração sem amizade.
Amizade com inveja.
A mútua admiração da amizade.
A impossibilidade do amigo morto.

Que passem os minutos, dias e anos...
Todas as estações do tempo!
Que eu viva, qual tolo, todas as ilusões
pueris de sentimento...

Amar-te-ei, em todas as épocas,
em todo momento
Que passem as águas por muitas pontes
e que debruce a saudade por muitas
serras e montes, amar-te-ei,
como se fosse a primeira vez e única,
apesar das tantas aventuras!
Ainda além deste céu, nas alturas.
Eternamente...
Ainda que outro alguém o tenha
entre lençóis confidentes,
mesmo que os beijos sejam molhados
e quentes,
à parte, nossa alma vaga enamorada,
sobre qualquer prazer da carne ou qualquer
entrega fugaz.
Eternas, apaixonadas
Amar-te-ei, sobre qualquer dor que me pese
o orgulho ferido, o despeito revolvido!
Sobre qualquer punhalada em meu coração,
sobre qualquer distância a nós imputada...
Porque sei, amor de mim , que ainda assim...
Não é pequeno o nosso comprometimento.
Ah! Soubessem todos o tamanho!
Pobre carne, pequeno tempo!

Não saber explicar o que se sente por quem você quer a todo momento, é amar.

Desconhecido

Nota: A frase é muitas vezes atribuída, de forma errônea, a Fernando Pessoa.

Palavras são incapazes de expressar todo sentimento que tenho por você. Te amo muito.

Se você ama alguém, deixe-o livre. Se ele voltar, é seu. Se não, nunca foi.

Desconhecido

Nota: Autoria também atribuída a Richard Bach.

Declaração em mineirês.... excrusivo!
....só pro mió amigo q tem!

Ce e o colírio do meu ôiu!
e o chicréte garrado na minha carça dins!
e o a maionese do meu pão!
e o cisco no meu ôiu (o ôtro oiu - porque eu tenho dois uai!).
O limão da minha caipirinha!
O rechei do meu biscoito!
A masstumate do meu macarrão!
A pincumel da minha cachaça!
A bosta de vaca garrada na minha butina!

Nossinhora!
Gosto dimais da conta docê, uai!

Ce é tamém:
O videperfume da minha pintiadêra!
O Sol que alumêia o meu miaral!
A agua que corre no corgo no fundo de casa!
O dentifriço da minha iscovdidente!
As mariçoca que num dá sussegueu!
As fror do meu pé de quiabo!

Óiproceisvê,
quem tem amigo assim, é tem um tisôru!

Eu guárdesse tisouro, com todo carinho ,
Do Lado Esquerdupeito!
é dentro do Meu Coração!!!
aôôô trem danado de bão sô!!!

E até que meu coração bata pela última vez, você permanecerá dentro dele, assim como está agora. Te amo!

Ele a olhou. Ela, louca de amor por ele, não o reconheceu. Ele havia deixado de ser ele: transformara-se no símbolo sem face nem corpo da paixão e da loucura dela. Não era mais ele: ela amava alguém que não existia mais, objetivamente. Existia apenas dentro dela.