Biografia de Umberto Eco

Umberto Eco

Umberto Eco nasceu em Alessandria, Piemonte, Itália, no dia 5 de janeiro de 1932. Estudou Filosofia e Literatura na Universidade de Turim. Foi professor de Semiótica na Universidade de Bolonha.

Seus ensaios são dedicados a temas como estética, semiótica, filosofia da linguagem, sociologia da cultura e teoria da literatura e da arte. Entre eles destacam-se: “Obra Aberta” (1962), “Apocalípticos e Integrados” (1964), “A Estrutura Ausente” (1968), “As Forças do Conteúdo” (1971), entre outros.

Seu primeiro romance “O Nome da Rosa” (1980), que foi ambientado em um mosteiro da Idade Média, pleno de erudição e intrigas, foi um sucesso de vendas. “O Pêndulo de Foucault” (1988) é classificado pelo autor como “um romance das ideias, sobre a relação entre razão e irracionalismo”. Em sua obra mais recente, “O Número Zero” (2015), o autor leva seu interesse pelas teorias conspiratórias para o ambiente de um jornal de Milão, em 1992. O escritor faleceu em Milão, Itália, no dia 19 de fevereiro de 2016.

Acervo: 60 frases e pensamentos de Umberto Eco.

Frases e Pensamentos de Umberto Eco

Nem todas as verdades são para todos os ouvidos.

Umberto Eco O Nome da Rosa

Justificar tragédias como "vontade divina" tira da gente a responsabilidade por nossas escolhas.

Eu comecei a acreditar que o mundo inteiro é um enigma, um enigma inofensivo que se torna terrível pela nossa própria tentativa furiosa em interpretá-lo como se ele tivesse uma verdade secreta.

Nada inspira mais coragem ao medroso do que o medo alheio.

Umberto Eco O Nome da Rosa

Nem todas as verdades são para todos os ouvidos, nem todas as mentiras podem ser reconhecidas como tais.

Umberto Eco O Nome da Rosa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004.