Rhozemyr Manfreddine

1 - 25 do total de 248 pensamentos de Rhozemyr Manfreddine

Aquela busca intensa por algo que eu nem sei o quê!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

IDIOCRACIA”
(Um mundo governado por idiotas)


Ignoramos a dor uns dos outros,
E somos felizes com algumas tristezas.
A recompensa há tempos são lágrimas,
E o mal é nossa maior riqueza.


Nem nos convence a fome e a guerra,
Há um vazio tão vácuo no peito.
Os mais sensatos observam calados,
O que é confiança p'ra muitos é defeito.


Nosso inimigo se chama nós mesmos,
Sinceridade esquecemos o que é.
O objetivo do código deste labirinto,
É o egoísmo trancado na fé.


Notícia boa é abandono de incapaz,
Tal qual mal mediático e impune
Ferimos com espada o sonho na cruz,
E celebramos a burrice que nos une.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

FINGI NA HORA DE RIR


Acho que preciso escrever uma poesia,
Assim o tempo passa, o relógio muda o ponteiro.
Uma poesia que fale da solidão abismante d’Este dia,
Que se encaixe perfeito na canção dum violeiro!

E assim a hora passa, enquanto rabisco o poema.
Intrinsecamente, quase sem vontade de escrever!
Me despeço no vazio, alienado em meu dilema.
Enquanto finjo um sorriso, quase sem querer!

Amasso outra folha, pois não gosto de rimar.
Recomeço num soneto fidedigno de amor.
E o tempo sempre lento, sempre lento irá passar.
Nas batidas de meu peito, se avizinha essa dor!

Eu preciso, “epitaficamente” escrever uma poesia,
Que esclareça esse estreito onde me encontrei!
Enquanto isso o tempo muda, e amanhece outro dia
E, entre um verso e outro, eu entardeço outra vez!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

“A Caverna dos Corações Perfeitos”


Sentimento de ouro brilhante dos olhos,
Que satisfaz a alma, acalma e atordoa!
Não carece rima, por ser em si necessário.
Santuário vivo preso dentro da pessoa.

Tendencioso sufrágio do coração,
Dá-se em confiança sem medir.
Desconhece as razões de tal razão,
Nada proíbe pois é livre em sentir!

Com toda calma se apressa em querer;
Avesso ao tempo é seu momento
Solitário, se perfaz por ser perfeito ser.
-Epifania transcendental de sentimento!

De passo em passo, profeta ababelado.
Coisas simples são diamantes de valor!
O poeta até tentou mas, seu verso foi selado.
Tabique de línguas, ou simplesmente: "Amor"

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

“BORBOLETAS SELVAGENS”


Eu achava que seria para sempre
Mas, o para sempre acabou.
Minha rua ficou sem endereço
E, minha casa flutuou!

Eu achava que seria amor eterno
Mas, o eterno teve fim!
As borboletas ficaram selvagens
E, brotou uma dor em meu jardim.

Eu achava que seria infinito
Mas, o fim chegou sem avisar.
Me perdi em mim dentro do peito
E, a tristeza foi me visitar.

Eu achava que seria toda a vida
Mas, a vida não quis mais viver!
E um sentido sem sentido trouxe,
1000 momentos para esquecer.

Eu achava que seria mais sincero
Mas, a dúvida me questionou!
Insiste em não notar o seu desprezo,
Por acreditar no meu amor!

Eu achava que seria para sempre
Mas, o para sempre teve fim.
Me perdi em mim dentro do peito
Sou tôdo seu, e nada de mim.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

ABARROSADINHA

Eu vou matar a sua curiosidade,
Antes que a dúvida deturpe o fato.
Eu, isso e meu super eu na realidade:
''-Imperfeitíssima trindade do iliterato''.


Não queira mentir p'ra verdade é tolice!
Á debalde... travessia á esmo sozinha.
Quase néscio inepto, ócio da burrice!
A verdade é vista só... e, abarrosadinha!


Quão empírico é o saber dado ao louco.
E a ininteligível interpretação do sábio!
Ponderando em silêncio, mais um pouco;
Ante as entrelinhas desse meu alfarrábio!


Eu não vou me deixar estupidificar!
Eu tenho fé, e minhas convicções!
Podem até o meu coração ardil fustigar,
Mas, meu espírito é o cristo de minhas ações!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

O QUE VÍ DA VIDA

E essa vida continua,
Apesar de uns mals pisares.
O sol também continua lá,
Á brilhar em meio á essa confusão.
Sofrer é uma opção,
E escolhestes alegria e paz.
O mistério que vem do coração,
É o segredo mais bonito que eu ouvi!

Não acabou quando o bom senso
Humano equilibrado disse:
Está tudo acabado!
Há muito mais entre essa e o céu
E espero, não estar errado... Dessa vez!

Todo tempo tem seu tempo,
E cada instante seu momento.
É o que faz o fruto amadurecer,
É o que faz a gente respirar e viver.
No infinito de um segundo,
Dou uma volta pelo mundo.
No mapa o Japão é ali do ladinho,
Vôo ao vento feito um passarinho...

Não acabou quando o bom senso
Humano equilibrado disse:
Está tudo acabado!
Há muito mais entre essa e o céu
E espero, não estar errado... Outra vez!

Rhozemyr Manfreddine

"Linhas de Querer"

E de repente, não mais que de repente,
Meu coração bateu assim meio diferente!
Um sentimento inexplicável, um ato inconseqüente:
"-Me vi irracional e até quase inocente."

Intraduzíveis sonetos p'ra se conjugar,
Um mapa p'ra felicidade eu li no teu olhar!
No impossível vejo o reflexo do teu mar preciso navegar,
Se o infinito ficou tosco diante deste par.

Delícia de desejo, um corpo feito p'ro pecado,
O pensamento voa longe, perto do teu lado!
Um cheiro doce de amor por dentro sufocado,
Posso sentir que nada hoje pode dar errado!

Esta torta linha de querer eu quero te escrever,
A cada letra mil rascunhos feitos por você!
Sinto que uma vida é um pouco só p'ra te querer!
E se meu eu não for mais eu, eu quero ser você!

Rhozemyr Manfreddine

AMORES TORTOS

Não vou correr o risco
Me achar sozinho em alto mar
As vezes impreciso
Mas no fundo eu preciso de ar

Em plena decadência
É preciso paciência
P´ra poder se encontrar
Contrária alegria
O amanhã é fantasia
P´ros que querem se matar

E na busca da verdade
Me divido em consciência e razão
E na ânsia de ganhar
Acabo me esquecendo do chão

O amor é computado
Sentimento calculado
Causador de ilusão
E calcando corpos mortos
Remoendo amores tortos
Sobrevivo a solidão

Rhozemyr Manfreddine

O CHEIRO

Andei rasgando versos
E procurando novas rimas.
Que explique o controverso
Encontrado nas esquinas.

Meninos e meninas:
-E os coitados desta história!
Vivendo nas entrelinhas
E sonhando com a vitória!

Andei rasgando cartas,
E não sei o que escrevo.
Acabaram-se as palavras
Então por isso não me atrevo.

Quero ir p'ra um novo rumo
Onde haja coração...
E ouvir o grito de um povo
Que sussurra esta oração.

Andei rasgando versos
E, procurando novas rimas.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

OITO ANOS

A vida inteira eu procurei alguém
Na multidão, nos bares e em todo lugar
Por estas ruas como um louco eu caminhei
Na esperança de numa esquina te encontrar

Meus olhos o nascer da ilusão
Acreditaram no sorriso infantil
Meu coração, coitado, pobre coração
Sofreu demais quando um sonho se partiu

...
Já não aguento mais
Voce ainda não me entendeu
Sou o joguete que o destino
Colocou neste mundinho
Para que a solidão
Pudesse brincar.
...

A vida inteira eu sonhei com a felicidade
E nas entrelinhas da verdade descobri
Que só o agora é verdadeiro, realidade
E todo resto é uma viagem a iludir

No coração ficou esta experiência
Viver demais ao ponto de querer morrer
E hoje sei, entende, tenha paciência
Os sonhadores para sempre vão viver.

...
Já não aguento mais
Voce ainda não me entendeu
Sou o joguete que o destino
Colocou neste mundinho
Para que a solidão
Pudesse brincar.
...

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

NO VÁCUO DESSE VAZIO

Corre pelo meu sangue
Um sentimento forte,
Que pode alcançar
O mundo ao meu redor.

Onde é que está o abrigo,
P'ra que eu possa me esconder?
P'ra não ter que ser louco
E sim, poeta!

Deveria ter abandonado a escola
Simplesmente para não saber
Descrever a palavra amor
E não decifrar, você em mim!

Grita em mim o silêncio,
E minha voz te chamando
Se perde novácuo desse vazio...
(A distância é assim!)

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

EU SOU EU

Não quero nada do meu passado
Além da festa que ela sonhou
Não se realizou as poesias
Nas noites que outrora brotou

Não sou criança já sei fingir
Ela não sabe o que falar
Meias verdades trago daí
Do meu passado sempre vou lembrar

Esqueço tudo, mas ela tem
Não sei a fórmula de recordar
Mas é só isso nada além
Ela não sabe por que falar

Sonhei um dia estar aí
Distante longe d´onde estou
Se são meus olhos vou prosseguir
Não quero nada sei onde vou

Feliz as vezes não é melhor
É no passado que o amor viveu
Vida tranquila e não vivendo só
Esquece, é hoje que eu sou eu

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

DO POETA

Amor é o tema do poeta
Que devaneia pensamentos
Expressando os sentimentos
Na sua maneira tão correta

Amor é um trecho do poema
Que toca o peito de quem lê
E nem sabemos descrever
Uma palavra tão pequena

Amor é a rima sem sentido
Querendo querer o impossível
Que se perde no invisível
Dos olhares tão perdidos

Amor é ter coragem de ser simples
Dizer te amo sem dizer
Escrever ode sem ler
É deixar viver as pessoas livres

Amor é mais que explicação
Está além da tradução.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

OLHANDO LONGE

Parece que parei no tempo,
Depois que eu perdi você!
Não se mais o que penso,
Me sinto estranho e é sem porquê?

No relógio quase sempre atrasado,
As horas ficam por passar...
O calendário diz:"-Não é maio!"
E o verão vai começar.

Medindo, opiniões e sonhos.
Tentando entende o fim.
Por que quê o amor que proponho,
Parece que habita só em mim!

Parece que parei no tempo,
Depois que eu perdi você!
Esqueço do esquecimento,
Mas não consigo te esquecer!

Amigos chamam p'ra balada,
Compartilho que estou com sono.
Nem penso em me divertir,
Fico aguardando o teu retorno.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

"Mais um pouquinho, e eu posso bater o meu carro tranquilo na curva Tamburello!"

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Quando te faltar o essencial, todas as suas pérolas perderão o valor!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Deus é o bom pastor, e Ele é capaz de deixar de zelar pelo rebanho de 7.599.999.999 de ovelhas, para ir atrás de você.Tenha Fé!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Acabou a poesia do mundo. Nada mais nos encanta. O "amor" caiu em desuso. A "fé" virou-se só um pingente. A "paz" vendeu-se ao dinheiro. E a "esperança"... Fugiu p'ra não morrer!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Quando estou do seu lado o meu coração bate diferente!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Se vivo é por que sinto.
Se sinto é por que você existe!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Se tua paz depende da guerra, você nunca viverá em paz.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

SANTO E TORTO

E me aperta o peito e bate essa saudade lazarenta,
E o tempo sempre lento, sempre lento desorienta.
Na goela um vocabulário que mais um pouco se arrebenta,
E na espinha um frio vazio que não se aguenta.

Destroços da paixão perfeita, mas no fundo retardada.
Que lhe digam tudo e todo, ainda assim, isso não é nada,
Que faz um moço santo e torto dar aquela quixotada,
E espreitar nos becos estreitos lá da tua quebrada.

A cabeça gira tanto que dá vontade de tomar no meio.
Vou doar minhas mazelas, ou melhor, fazer sorteio.
Redescobrir o que contesta a letra e o romanceiro,
E achar o norte deste oeste, onde estando eu me apeio.

Um rugido de minh'alma sem respeito pela regra.
Dor no inóculo peito que no fundo me alegra.
O pensamento do meu sonho nos teus olhos desintegra,
E o amor demais é o ódio, que o peito nos congrega.

E me aperta o peito e bate essa saudade lazarenta..

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

Bom Dia

Ninguém para acordar e desejar bom dia!
Ninguém para dizer e aí 'cê durmiu bem?
Ninguém para esquentar a água do café,
E nem para acender, aquela luz também.

Ninguém para fazer o laço na gravata,
E ninguém para ir alí e pegar o jornal.
Ninguém para lembrar de não esquecer a chave
E, ninguém para dizer somente aquele tchau.

Ninguém para dizer nem que deus te abençoe,
Depois do almoço, e logo no jantar!
Ninguém para contar como é que foi o dia,
Ninguém para rir de mim quando eu chorar!

Ninguém para ligar e, dar as boas notícias...
Ninguém para pedir os pueris conselhos meus!
Ninguém para emprestar o ombro e o ouvido.
Ninguém para dizer amigo, fé em deus!

Ninguém para ler esses meus versos tardios,
Falar do fastio e discutir a usura da relação!
Ninguém para dizer: sim, para toda vida!
E pior, sem ninguém para me dizer que não.

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10

PREMISSA
(do sutil ao esmagador)

A vida suavemente venta
Um vento matematicamente calculado
Por uma ordem invisível,
Singular e indecifrável.

Num ataque ao sagrado
Pregado por tantos
Que se dizem Iluminados e preparados
Para o reino dos bem aventurados.

Ritualmente calado, sucinto
O silêncio explode
Fazendo existir uma luz
Que ultrapassa sua própria velocidade.

De uma premissa cíclica viemos e vamos
Sentido, seguindo e intuindo,
Por ego ou destino,
Nessa doce loucura que é ser, e viver!

Rhozemyr Manfreddine
Inserida por Manfreddine_10