Biografia de Oswald de Andrade

Oswald de Andrade

Oswald de Andrade (1890-1950) foi escritor, poeta e dramaturgo brasileiro, um dos pilares da primeira fase do movimento modernista, juntamente com Mário de Andrade e Manuel Bandeira.

Oswald de Andrade nasceu em São Paulo, no dia 11 de janeiro de 1890. De Família rica, cursa Direito e ingressa na carreira jornalística. Viaja frequentemente à Europa. Funda a revista “O Pirralho”. Em 1917, em sua coluna no Jornal do Comércio defendeu a pintora Anita Malfatti das críticas de Monteiro Lobato.

Oswald de Andrade participou ativamente da Semana de 22. Em 1924, publicou “O Manifesto Pau Brasil”, em 1926 passa a viver com Tarsila do Amaral e formam o casal mais importante para as artes brasileiras, em seu tempo, e funda, na literatura e na pintura o “Movimento Antropofágico”.

Em 1929, está abalado financeiramente em consequência da crise do café. Em 1930, já separado de Tarsila, casa-se com a escritora Patrícia Galvão (Pagu), e ingressa no Partido comunista. Desse período são as obras mais marcadas ideologicamente, como “Manifesto Antropófago”, o romance “Serafim Ponte Grande” e a peça teatral “O Rei da Vela”.

Em seus poemas, procura captar a natureza e as cores próprias do país e flagra igualmente as contradições moderno-primitivas da realidade. Oswald defendia a valorização de nossas origens e de nosso passado, recuperando, parodiando e ironizando nossa história de colonização. Oswald de Andrade faleceu em São Paulo, no dia 22 de outubro de 1954.

Acervo: 28 frases e pensamentos de Oswald de Andrade.

Frases e Pensamentos de Oswald de Andrade

Quando o português chegou
Debaixo duma bruta chuva
Vestiu o índio
Que pena!
Fosse uma manhã de sol
O índio tinha despido
O português.

Oswald de Andrade
732 compartilhamentos

Como poucos, eu conheci as lutas e as tempestades. Como poucos, eu amei a palavra liberdade e por ela briguei.

Oswald de Andrade
362 compartilhamentos

Pronominais

Dê-me um cigarro
Diz a gramática
Do professor e do aluno
E do mulato sabido
Mas o bom negro e o bom branco
Da Nação Brasileira
Dizem todos os dias
Deixa disso camarada
Me dá um cigarro.

Oswald de Andrade
337 compartilhamentos

Tupi or not tupi, that is the question.

Oswald de Andrade
34 compartilhamentos

Vício da fala

Para dizerem milho dizem mio
Para melhor dizem mió
Para pior pió
Para telha dizem teia
Para telhado dizem teiado
E vão fazendo telhados.

Oswald de Andrade
163 compartilhamentos