Biografia de Noel Rosa

Noel Rosa

Noel Rosa nasceu no Rio de Janeiro, no bairro de Vila Isabel, no dia 11 de dezembro de 1910. Foi aluno do Colégio São Bento, e desde cedo aprendeu a tocar violão e bandolim. Iniciou o curso de Medicina, porém sem concluí-lo.

Envolvido com a música e a boemia, formou o conjunto “Bando de Tangarás”, junto com os músicos, Almirante, Braguinha, Alvinho e Henrique Brito. Em 1920 escreveu suas primeiras composições, “Minha Viola” e “Festa no Céu”, mas foi em 1930, que alcançou seu primeiro sucesso com o samba “Com que Roupa”.

Noel Rosa compôs mais de 300 músicas em apenas oito anos de atividades. Entre suas composições encontram-se sambas e marchinhas, com destaque para “Fita Amarela”, “Feitiço da Vila”, “Jura”, “Conversa de Botequim” e “Feitio de Oração”.

Em 1934 casa-se com Lindaura, uma moça da sociedade, mas continuou levando uma vida boêmia nos cabarés do bairro da Lapa. Contaminado pela tuberculose, viajou para Belo Horizonte para tratamento da saúde. De volta ao Rio de Janeiro continuou levando a mesma vida boêmia, vindo a falecer no dia 4 de maio de 1937, com apenas 26 anos de idade.

Acervo: 16 frases e pensamentos de Noel Rosa.

Frases e Pensamentos de Noel Rosa

Quanto a você, da aristocracia,
Que tem dinheiro, mas não compra alegria,
Há de viver eternamente sendo escrava dessa gente
Que cultiva hipocrisia.

Noel Rosa
131 compartilhamentos

Quem acha vive se perdendo.

Noel Rosa
3 compartilhamentos

Essa gente hoje em dia que tem a mania da exibição
Não entende que o samba não tem tradução no idioma francês
Tudo aquilo que o malandro pronuncia
Com voz macia é brasileiro, já passou de português.

Noel Rosa
3 compartilhamentos

O costume é a força que fala mais forte do que a natureza,
E nos faz dar provas de fraqueza...

Noel Rosa
2 compartilhamentos

Se não mandei você embora, enfim, foi porque me faltou a
coragem

Mas se você vai dar o fora, então, passe bem, boa viagem!
Se não mandei você embora, enfim, foi porque me faltou a
coragem
Mas se você vai dar o fora, então, passe bem, boa viagem!

O amor é como a chama, tem princípio, meio e fim
Se você já não me ama, para que fingir assim?
Não mandei você embora porque sou benevolente
Para que você agora quer sair ocultamente

Se não mandei você embora, enfim, foi porque me faltou a
coragem
Mas se você vai dar o fora, então, passe bem, boa viagem!

Seu desejo não me assombra, ofereço o meu auxílio
Passa bem, vá pela sombra, acabou-se o nosso idílio
Seu amor e o seu nome, eu também vou esquecer
Desta vez juntou-se a fome com a vontade de comer!

Noel Rosa
2 compartilhamentos