Biografia de Milton Nascimento

Milton Nascimento

Milton Nascimento (1942) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro de 1942. Ainda criança já mostrava interesse pela música. Com dois anos ficou órfão de mãe, passando a morar com a avó em Juiz de Fora, Minas Gerais. Em 1945 foi morar com a madrinha na cidade de Três Pontas.

Com 13 anos ganhou seu primeiro violão. Em 1963 muda-se para Belo Horizonte. Ao longo de 11 anos, formou diversos grupos musicais e em 1966 foi para São Paulo, onde participou do Festival Berimbau de Ouro. Nessa época, tem sua música “Canção do Sal” gravada por Elis Regina.

Em 1967, Milton Nascimento tem três músicas classificadas no Festival Internacional da Canção. É eleito o melhor intérprete e a música “Travessia”, composta por ele e Fernando Brant, conquista o segundo lugar. Nesse mesmo ano lança seu primeiro disco solo, “Travessia”, e realiza diversos shows. Em 1968 dá início a sua carreira internacional, excursiona pelos Estados Unidos, onde grava o disco “Courage”. Em 1972 lança, junto com Lô Borges, o álbum “Clube da Esquina”.

Entre suas músicas de sucesso estão: “Nada Será Como Antes” (1972), “Fé Cega Faca Amolada” (1975), em parceria com Beto Guedes, “Maria, Maria” (1979), “Canção da América” (1980), “Caçador de Mim” (1981), “Coração de Estudante” (1983) e “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (2002).

Em 2013, o cantor lançou o álbum “Uma Travessia, 50 anos de Carreira Ao Vivo”. Em 2015, Milton Nascimento lançou o CD “Tamarear”, junto com Dudu Lima Trio, uma homenagem aos 35 anos do Projeto Tamar, que trabalha na proteção das tartarugas marinhas.

Acervo: 24 frases e pensamentos de Milton Nascimento.

Frases e Pensamentos de Milton Nascimento

Por tanto amor, por tanta emoção a vida me fez assim doce ou atroz, manso ou feroz, eu caçador de mim...

Milton Nascimento
273 compartilhamentos

Encontros e Despedidas

Mande notícias do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço venha me apertar
Tô chegando
Coisa que gosto é poder partir sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar quando quero

Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai querer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar

E assim chegar e partir
São só dois lados da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida
A hora do encontro é também despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar

Milton Nascimento
360 compartilhamentos

Mas é preciso ter manha. É preciso ter graça. É preciso ter sonho sempre. Quem traz na pele essa marca, possui a estranha mania, de ter fé na vida.

Milton Nascimento
510 compartilhamentos

Ponha fé na vida, ponha os pés no chão.

Milton Nascimento
86 compartilhamentos

Canção da América

Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir

Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou

Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam "não"
Mesmo esquecendo a canção
O que importa é ouvir
A voz que vem do coração

Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto
A te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar.

Milton Nascimento
1.1 mil compartilhamentos