Biografia de Lupicínio Rodrigues

Lupicínio Rodrigues

Lupicínio Rodrigues nasceu em 16 de setembro de 1914 em um bairro chamado Ilhota, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Sua família era pobre, e Lupicínio tinha outros 20 irmãos.

Desde jovem, começou a se envolver com a música, e compôs sua primeira canção aos 14 anos, chamada Saudade, para o grupo de foliões Os Prediletos. O pai começou a se preocupar com o envolvimento do filho nessa vida boêmia e, quando Lupicínio fez 15 anos, o pai o alistou no Exército.

Em 1933, foi promovido a cabo e transferido para Santa Maria, ainda em Rio Grande do Sul. Nesse período, conheceu seu primeiro amor, uma moça chamada Iná. Lupicínio chegou a ficar noivo de Iná, e o noivado durou cinco anos, mas os pais da moça não aprovavam o estilo de vida boêmio do genro e desfizeram o relacionamento.

Em 1935, Lupicínio deu baixa do Exército e foi trabalhar como bedel na Faculdade de Direito da UFRGS. Nesse mesmo ano, venceu um concurso da prefeitura em comemoração ao Centenário Farroupilha com uma composição chamada Triste História, em parceria com o cantor Alcides Gonçalves.

Em 1938, atingiu o sucesso pela primeira vez com a música Se Acaso Você Chegasse. No ano seguinte, conheceu o cantor Francisco Alves – que era conhecido como “O Rei da Voz” –, que popularizou as canções Nervos de Aço, Esses Moços, Quem Há de Dizer e Cadeira Vazia.

As músicas de Lupi, como era carinhosamente chamado, também ganharam vida na voz de outros cantores, como Orlando Silva, Linda Batista (que popularizou a famosa canção Vingança) – e, posteriormente, Elis Regina, Zizi Possi, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gal Costa, Paulinho da Viola, Gilberto Gil e Elza Soares. Em 1952, gravou seu primeiro álbum, “Roteiro de um boêmio”, e em 1959, compôs o hino do Grêmio, famoso clube de futebol de Porto Alegre.

Seu primeiro casamento foi breve, com Juraci de Oliveira, com quem teve sua primeira filha, Clara Terezinha Rodrigues. Legalizou a união quando a esposa estava à beira da morte. Em 1949, casou-se com Cerenita Quevedo, com quem teve o filho Lupicínio Rodrigues Filho, conhecido como Lupinho.

Lupicínio faleceu em 27 de agosto de 1974, aos 59 anos, em Porto Alegre, vítima de insuficiência cardíaca.

Acervo: 10 frases e pensamentos de Lupicínio Rodrigues.

Frases e Pensamentos de Lupicínio Rodrigues

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque eu sei que a falsidade não vigora

Lupicínio Rodrigues
94 compartilhamentos

Gente de todas as cores,
Faça esse favor pra mim
Quem puder cantar que cante
Quem souber tocar que toque
Flauta, trombone ou clarim
Quem puder gritar, que grite
Quem tiver apito, apite
Faça esse mundo acordar

Lupicínio Rodrigues

Você sabe o que é ter um amor, meu senhor?
Ter loucura por uma mulher
E depois encontrar esse amor, meu senhor
Nos braços de um tipo qualquer?

Você sabe o que é ter um amor, meu senhor
E por ele quase morrer
E depois encontrá-lo em um braço
Que nem um pedaço do meu pode ser?

Lupicínio Rodrigues

Há pessoas com nervos de aço
Sem sangue nas veias e sem coração
Mas não sei se passando o que eu passo
Talvez não lhes venha qualquer reação

Lupicínio Rodrigues
Inserida por pensador

Saudade
Diga a esta moça, por favor
Como foi sincero o meu amor
Quanto eu lhe adorei tempos atrás

Saudade
Não esqueça também de dizer
Que você me faz adormecer
Pra que eu viva em paz

Lupicínio Rodrigues
Inserida por pensador