Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)

26 - 50 do total de 81 pensamentos de Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)

Com um sorriso, se tornou inesquecível, exclusão do meu tédio soporífero, verdadeiro delírio de amor.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Um sabor de um beijo passa. Um amor acaba. Uma raiva mata! Uma decepção enlouquece. Uma paixão que nunca floreje, esquece! Não vale nada.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Nem vou lhe cobrar pelo seu estrago… Ressentimentos, não trago. Inimizades não maltrato, reciclo. E sigo outra estrada.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)

Tenho saudades do que eu já fui. Falta-me, jussivamente, eu. Daí, doeu. Injustamente massivamente. Passei passivamente. Sem mim.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Sexta-feira, 13, fria e cinzenta. Sol não tem, só nuvens! E uma tramolhada e uma chuva nojenta, que me atormenta, com seus trovões que mugem.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)

Vivia sempre pelas beiradas, existia sempre pela metade. Até o dia em que conheceu uma beldade, até o dia em que se apaixonara.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Eu toco as notas mais sombrias. É como se eu cortasse o ar para contar minha agonia. Quando minha voz desvanece.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Eu prefiro ser absenteísta a ser sedentário. Eu prefiro ser estigmatizado de modo errôneo, a ser estimado pelo ecômio. Eu prefiro ser antagônico a hierarquia a ser efeito sinergístico da tirania. Eu prefiro ser um jovem rebelde a um adulto submisso.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Elogio suavemente, reprovo ruidosamente. Ensinaram-me a ser assim.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

De soslaio, sol insano me incinera.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Espadachim espaceja espairecer.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Você, que me causa asco, masco e cuspo.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Faculdades? Com esta guerra ao perto, por enquanto ficar vivo é o que mais importa!

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Faculdade? Com esta guerra lá fora, por enquanto o que me importa é ficar vivo.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Elogio suavemente, reprovo ruidosamente. Ensinaram-me assim.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Dizem que sou radical e mal. Digo sou realista. Só falo alto para ser escutado, ponto final. Não pretendo ser legal nem prezado, meu caro amigo.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Amor, minha lindinha, algumas vezes eu acho que você esqueceu seu encéfalo no útero da sua mãe. Outras vezes, tenho certeza.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Minha tristeza é uma arma de raiva precípite. E o tempo é o que aperta o gatilho, impulsionando a bala que voa, no vento, enquanto pipite.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Os inveses que nós vemos na vida são, às vezes, voz ecoante e demais dolorida.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Iço velas de solidão, / Haja vento cortante! / Para me levar prá escuridão / para me empurrar para longe…

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Nada pra mim é impossível, absolutamente nada! Eu quebro chifres de monocerontes, eu cravo em rinocerontes, eu arranco trombas de elefantes!

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Ó ódio! Ó aversão! Ó aborrecimento!

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Aja antes de pensar. Não aceite ordens de ninguém. Custe o que custar, faça o que quiser. Tudo é da lei.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

A arte de matar pelo pensamento. Essa eu domino. A arte de xingar há todo tempo, eu aprumo, não oprimo. Sempre aprecio!

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim

Não cedo a rogos nem a lágrimas. Cedo você saberá.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)
Inserida por thuliojardim