Biografia de Jean-Paul Sartre

Jean-Paul Sartre

Jean-Paul Sartre nasceu em Paris, no dia 21 de junho de 1905. Ficou órfão de pai quando tinha dois anos de idade. Muda-se para a casa dos avós maternos em Meudon. Quando tinha doze anos, sua mãe tornar-se a casar e vão morar em La Rochelle. Depois de dois anos, é enviado à Paris para prosseguir os estudos. Com 19 anos ingressa na Escola Normal Superior, no curso de Filosofia. Faz o mestrado na Sorbonne, onde conhece Simone de Beauvoir, sua futura companheira.

Em 1931, Jean Paul Sartre conclui o bacharelado e nesse mesmo ano é nomeado professor de filosofia no liceu da cidade de Havre. Em 1933 consegue uma bolsa de estudos para o Instituto Francês de Berlim, onde passa um ano estudando o método fenomenológico, que forneceu a Sartre o instrumento para escrever suas primeiras obras filosóficas. Ainda em Berlim, começou a escrever “A Transcendência do Ego”, que seria seu primeiro trabalho fisiológico. Volta a lecionar em Havre e por encomenda de um professor escreve “A Imaginação” e sua primeira novela, “A Náusea”.

Em 1938, Sartre volta a morar em Paris e dar aulas no Liceu Pasteur. Em 1939, entrou na frente de combate na Segunda Guerra. Em 21 de junho de 1940, Sartre é preso pelo exército nazista e enviado para um campo de concentração na Alemanha, onde permaneceu por quase um ano. Em 1943 publica “O Ser e o Nada”. Em 1945, acaba a luta armada e a euforia da vitória toma conta da França. Sartre funda a revista “Les Temps Modernes”, um órgão difusor do existencialismo.

Engajado com os movimentos sociais, em 1952 ingressa no Partido Comunista Francês. Em 1960 publica “Crítica da Razão Dialética”. Nesse mesmo ano vai a Cuba e fica entusiasmado com a revolução liderada por Fidel Castro. Logo depois esteve ao Brasil, onde visitou Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Manaus. De volta à França foi vítima de perseguição pela política de Charles De Gaulle. Vários números de “Les Temps Modernes” foram apreendidos.

Em 1965, recusou o Prêmio Nobel de Literatura. Recusou também o convite de professores universitários para uma viagem aos Estados Unidos, alegando que não tinha nada a dizer num país que sustentava a guerra do Vietnam.

Jean-Paul Charles Aymard Sartre faleceu em Paris, França, no dia 15 de abril de 1980, deixando uma obra vastíssima, entre romances, contos e ensaios. Seu corpo foi sepultado no Cemitério de Montparnasse, onde também foi sepultada sua companheira Simone de Beauvoir.

Acervo: 103 frases e pensamentos de Jean-Paul Sartre.

Frases e Pensamentos de Jean-Paul Sartre

Nunca se é homem enquanto se não encontra alguma coisa pela qual se estaria disposto a morrer.

Jean-Paul Sartre
1028 compartilhamentos

O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós.

Jean-Paul Sartre
1.6 mil compartilhamentos

Nasci para satisfazer a grande necessidade que eu tinha de mim mesmo.

Jean-Paul Sartre
1.3 mil compartilhamentos

Se você sente tédio quando está sozinho é porque está em péssima companhia.

Jean-Paul Sartre
924 compartilhamentos

Todos os homens têm medo. Quem não tem medo não é normal; isso nada tem a ver com a coragem.

Jean-Paul Sartre
902 compartilhamentos