Biografia de Glauber Rocha

Glauber Rocha

Glauber Rocha nasceu em Vitória da Conquista, na Bahia, no dia 14 de março de 1939. Em 1947 mudou-se com a família para Salvador. Em 1959 ingressou na Faculdade de Direito da Bahia, hoje Universidade Federal da Bahia. Nesse mesmo ano, teve seu primeiro contato com o cinema na produção dos documentários “O Pátio”. No ano seguinte produziu “Cruz na Praça”.

Na virada dos anos 50 para os anos 60, surge uma nova maneira de fazer cinema no Brasil, o “Cinema Novo”, com uma nova linguagem, capaz de discutir as questões ligadas a realidade nacional, com ênfase na temática social. Em 1961, Glauber abandona o curso de Direito e produz “Barravento” (1962), seu primeiro longa-metragem.

Em 1964 produziu “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, que o levou a ser reconhecido internacionalmente, quando recebeu o Prêmio do Festival de Cinema Livre, da cidade de Porretta Terme, na Itália. Recebeu também a Palma de Ouro, no Festival de Cannes.

Glauber produziu diversos filmes de grande destaque, entre eles, “Terra em Transe” (1967) e “O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro” (1969), ambos indicados a Palma de Ouro. Nos anos 70 produziu “O Leão de Sete Cabeças” (1970), “Cabeças Cortadas” (1970). Em 1980 produziu “Idade da Terra” seu último filme. Faleceu no Rio de Janeiro, no dia 22 de agosto de 1981.

Acervo: 5 frases e pensamentos de Glauber Rocha.

Frases e Pensamentos de Glauber Rocha

"A História é feita pelo povo e escrita pelo poder"

Glauber Rocha
26 compartilhamentos

Quando o intelectual dedica sua atividade para servir de mensageiro, defendendo as causas do Povo, a sua atividade cresce muito em importância ; adquire um valor muito mais Alto !..."

Glauber Rocha

"Minha alma deseja a revolução e minhas mãos trabalham para a revolução. Porém o que é revolução ? Uma revolução é a mudança total das leis naturais e sociais. Uma revolução só pode se realizar quando a morte vence a vida, porém ao mesmo tempo a morte é o nada e o nada é contra-revolucionário".

Glauber Rocha

SE VOCÊ DESEJA PODER TEM QUE ENFRETAR A LUTA

Glauber Rocha
Inserida por djr

"Continuo fechado com minhas posições de um cinema terceiro-mundista. Um cinema independente do ponto-de-vista econômico e artístico, que não deixe a criatividade estética desaparecer em nome de uma objetividade comercial e de um imediatismo político. "

Glauber Rocha
Inserida por Franjordao