Biografia de Camilo Castelo Branco

Camilo Castelo Branco

Camilo Castelo Branco nasceu na freguesia dos Mártires, em Lisboa, Portugal, no dia 16 de março de 1825. Ficou órfão logo cedo, foi criado por parentes em Trás-os-Montes. As paisagens dessa região formarão os mais belos cenários de sua obra literária. Aos 16 anos, casa-se com uma jovem de 15 anos, mas logo a abandona, indo para o Porto tentar o curso de Medicina. De temperamento instável e levando vida boêmia, teve inúmeras paixões amorosas e não conseguiu concluir o curso.

Em 1845 publica suas primeiras poesias. Em 1951, publica o romance Anátema, marcando o início de sua carreira novelista. Com 34 anos, já conhecido no meio literário, passa a viver com Ana Palácio (mulher casada), sofrendo acusação de adultério. Esse escândalo é revelado na novela passional “Amor de Perdição”, em 1862. A partir dessa data dedica-se totalmente à literatura. Produziu teatro, historiografia, poesia, novela, conto, prosa de ficção, romance e narrativa de caráter satírico e humorístico.

Camilo Castelo Branco foi um dos primeiros escritores portugueses a viver do que escrevia. Sua produção literária tem mais de uma centena de obras. A maior parte delas são novelas publicadas, na época, em folhetins. Com a novela passional, torna-se uma destacada figura literária, chegando ao auge de sua carreira. Em 1889, recebe uma homenagem da Academia de Lisboa.

Desesperado, em consequência de uma cegueira, causada por sífilis, Camilo Castelo Branco suicida-se no dia 1 de junho de 1890, em São Miguel de Seide, Vila Nova de Famalicão, Portugal.

Acervo: 86 frases e pensamentos de Camilo Castelo Branco.

Frases e Pensamentos de Camilo Castelo Branco

O amor é a primeira condição da felicidade do homem.

Camilo Castelo Branco
124 compartilhamentos

O amor só vive pelo sofrimento e cessa com a felicidade; porque o amor feliz é a perfeição dos mais belos sonhos, e tudo que é perfeito, ou aperfeiçoado, toca o seu fim.

Camilo Castelo Branco
109 compartilhamentos

O ciúme vê com lentes, que fazem grandes as coisas pequenas, gigantes os anões, verdades as suspeitas.

Camilo Castelo Branco
79 compartilhamentos

A rosa da profunda amizade não se colhe sem ferir a mão em muitos espinhos da contradição. No abnegar é que está o vencer de muitas resistências invencíveis ao império da vontade.

Camilo Castelo Branco
65 compartilhamentos

O silêncio é uma confissão.

Camilo Castelo Branco
135 compartilhamentos