Violão

Cerca de 401 frases e pensamentos: Violão

A qualquer um:a noz da existencia

Concepção,imaginação,reflexão,consternação
E violão,doce,soft diapasão
Um quente e doce coração
A expressão macia
Tanto que me estendo
Tão quente, tão macia
Como me estendo

Imaginação,fascinção,contemplação
As janelas abertas
Próximas no espaço do universo
Grandes que cabem no espaço de nossos olhos fixos.
Que não se estenda
Que seja
A vida é por isso
Amor que acalenta as coisas
E aninha tudo
Estamos sempre aqui.
Só é preciso que numa diapasão cordial
A janela se abra
Softly,
Pro que é tão grande
E voe-seja.

Aline Nascimento Souza
Inserida por Alineananasc

E meu dia fica bom com bons amigos com lindas gatinhas,um bom vinho meu violão é musica não pode faltar..

PauloRockCesar
Inserida por PauloRockCesar

Na noite morta

A insistência desse violão:

(na noite morta, fria, estrelada,
como faz mal essa toada
triste, dolente, que erra no ar,
que vem direta, fina, doente,
envenenar a alma da gente!)

A insistência dessa saudade!...

Newton Braga
Inserida por rurouni

Não que a vida seja maravilhosa, mas há um poeta nascendo, um menino tocando violão, uma criança brincando,um louco dançando e eu a sorrir !

Amanda Nascimento Guimaraes
Inserida por mandinhang

Serenata

Luar
canção
sorrir
paixão
JANELA
Violão
sonhar
coração
despedir.

Geraldo Magela de Souza
Inserida por Lalado

A voz e o violão de Yumi Faraci irradiam a vontade de viver.

Kléber Novartes
Inserida por K.Novartes

Um violão
Na paz, num sonho bom
Fazendo um som
Na paz, num sonho bom
Vou levando
Brincando e cantando
Crescendo e vivendo
Seguindo aprendendo
Vou levando
O mundo vai girando
O tempo é meu abrigo
Eu tenho meus amigos
Caminhando
Pra frente, na paz
Tentando absorver o que a vida me traz
Vou levando
Vou brincando
Vou cantando
Caminhando

Marcelo Mira - Trecho Roda Gigante (8)
Inserida por FernandaTR

Toco violão no escuro para nínguem ver eu chorar, que tal você vir, vir me animar ?

Gabriel henrique
Inserida por GabrielH

Olha que engraçado, estou tocando meu violão pra você. E teus olhos bobos admira aquele breve momento, aquela velha casa. Eu estava voando para longe, tentando alcançar seu coração fingindo uma voz doce naquela canção a meia noite, diante da lua cheia, aquela lua que você me ensinou como fazer para que ela parecesse ser menor que todas as coisa do mundo quando quis indagar as minhas dúvidas do porque a lua, nascia tão grande e quando estava no céu era tão pequena. Todas as cartas que escrevi para você, esperando um retorno de alguma palavra relacionada à duas semanas em que passamos juntos, retornaram no vazio da madrugada silenciosa trazendo o medo de nunca mais poder está tão perto de você. Me perdoe pela última vez em que escrevi me despedindo de vez, jurando nunca mais voltar, porque essa foi a minha decisão, o meu jeito de te esquecer e acabar com as esperanças que me restava para que suas cartas pudessem chegar até mim. O que não escrevi foi que em algum momento eu estarei só novamente, talvez um dia você entenda, quem sabe até retorne. Vou ficar por aqui tentando esconder a lua, como você me ensinou. Histórias, nossas histórias... Aquela carta que eu esperei chegar durante meses e meses, passando verões, tardes frias e folhas secas, aquela carta não vinha e não era dificil dizer em palavras que esse amor era raro e que o vento não poderia levar. Eu esperava um "me espera, eu já estou indo, ficará tudo bem, vai dar tudo certo". Já você, pode ficar tranquilo, porque não tem espera, mas mesmo assim eu digo: não vá embora, porque se for, levará uma parte de mim, que é você. E eu quero que ela fique.

Andressa Moreira
Inserida por andressamoreira18
1 compartilhamento

Os sonhos de menina agora são pedaços no chão, caem juntos as lágrimas ao som do violão...
Meu coração ferido está...
Pra quê fingir que está bem, mas não está?
Pra quê sorrir se ofuscou o brilho do meu olhar?
Pra quê correr se meus pés atados estão?
Pra quê sonhar...........?


(Music By Quézia - Trechos)

Quézia Duarte
Inserida por qduarte

Me expresso de muitas maneiras, com cada palavra, com cada gesto, com cada acorde no violão olhando nos teus olhos, e muito mais no meu pensamento. Te mandando menságens mentalmente de todo o meu amor, mas tu não consegue decifra-las nem percebe-las.

Artur Moraes de Oliveira Rosa
Inserida por ArturMOR

Quando você pegou aquele violão e tocou para mim a ultima canção, tola fui por não notar a incrível pessoa que você é, e hoje, desculpe-me mas estou me arrependendo muito por não ter notado.

Jaqueline Parreiras
Inserida por jaquelineparreiras

Tu e eu a mais linda canção
do violão de Deus.

Eduardo Gudin - Paulo César Pinheiro.
Inserida por NewtonJayme

Em meus sonhos
eu não preciso
de céu, lua e estrelas
Em meus sonhos
eu não preciso
de violão, musica e dança
Em meus sonhos
eu não preciso
de castelos, campos ou flores
Pois eu os torno
tão reais que eu
não preciso de nada
alem de voce

T NIKO
Inserida por nicolini

Vivo Sem Você?

E o violão
Sem tua mão
Dizendo que não...

Francismar Prestes Leal
Inserida por FrancismarPLeal

Preciso de um drink, uma MPB ao som de um violão e um louco pra me acompanhar...
preciso de anormalidade, do que parece estranho, sem sentido, quem sabe assim eu me encontre...

Mislene lopes
Inserida por mislenelopes

Um dia aprenderei a tocar violão pra tocar pra vc a mais bela canção!!!!

jose antonio
Inserida por joseantoniofs

Nenhuma nota do violão, é tão suave como seu toque.

Ailson Lovato
Inserida por ailsonlovato

MENESTREL


Ouvi de um menestrel
Das investidas de puro amor em seu corcel
Que o seu violão falava uma língua
Propensa a fazer morada no coração.
Que o desleixo de sua vida
E parecer-se cão sem dono
É que a cada estação,
Chuvoso tempo e de raro sol
Lindos cantos saiam de sua boca.
Um pinho, uma madeira às costas,
Já se ferindo roçando as encostas,
Onde o amor subira, pedindo me toca
Com teus dedos cegos.

A mão disposta por todas as cordas,
Um piano idêntico, de teclas amigas,
E a voz plangente daquele homem apeado
Amarrado ao cavalo, por ali comendo.
Ouvi de sua boca canções que nunca esqueço,
E quando me dou na ventura alegre,
De alguma me lembro,
Outras solfejo baixo,
Cá com o meu coração
Por tudo apaixonado.
Quando dou por mim amando intenso
Lembro do escondido canto
Que ele me guardou,
Num fundo sem fundo, entrando o coração
È essa a aventura, que me alegra tanto.
O menestrel das estradas
Lembro, o seu chapéu de barbicacho,
Nem lembrava ser todo esse riacho,
De águas perenes dos meus olhos inteiros
Que inda são de estação de inverno
Ainda ele insiste em ser meu cativo.

naeno*

Naeno Rocha
Inserida por naenorocha
1 compartilhamento

Vou sair pra cantar e tocar violão e mesmo que eu pare alí mesmo no meu sofá, o que realmente importa é "pra onde irá o meu pensamento".

Salatiel Lopes
Inserida por SalatieLopes