Spencer Reid Criminal Minds

Cerca de 241 frases e pensamentos: Spencer Reid Criminal Minds

Tempo é aquilo que o homem está sempre tentando matar, mas que no fim acaba matando-o.

Felicidade não é ter o que você quer, é querer o que você tem.
(Livro: Quem mexeu no meu queijo?)

A opinião é determinada, em última análise, pelos sentimentos e não pelo intelecto.

People are just about as happy as they make up their minds to be

As vezes o mais difícil não é esquecer mas, em vez disso, aprender a recomeçar.

As vezes, para um artista, a diferença entre genialidade e a insanidade é o sucesso.

Assim, o trabalho, há sempre o trabalho, e sempre haverá trabalho. O que é raro é encontrar alguém que nos faz feliz. "

O culto dos heróis é mais forte onde a liberdade humana é menos respeitada.

A cultura do espírito aumenta os sentimentos de dignidade e de independência.

A civilização é um progresso de homogeneidade indefinida e incoerente rumo a uma heterogeneidade definida e coerente.

O desenvolvimento do espírito, como todos os outros desenvolvimentos, é um progresso do indefinido para o definido.

Seu rosto é como uma melodia, e não quer sair da minha cabeça

Às vezes, a parte mais difícil não é deixar ir, mas sim começar de novo.

Ninguém pode ser completamente livre até que todos o sejam.

Não saber o que sente não é o mesmo que não sentir nada. (Jason Gideon)

A crença em uma fonte sobrenatural do mal não é necessária.
O homem, por si só, é capaz de toda maldade.
(Joseph Conrad)

Dizem que amar é dar a alguém a habilidade de destruir você, mas confiando que não fará isso.

O que fazemos para nós, morre conosco. O que fazemos pelos outros e pelo mundo, continua e é imortal. (Albert Pine)

Talvez porque eu encare tudo como uma lição.
Ou porque não quero andar por aí com raiva.
Ou talvez porque finalmente entendi que há coisas que não queremos que aconteça, mas temos que aceitar.
Coisas que não queremos saber, mas temos que aprender.
E pessoas que não queremos perder, mas temos que deixá-las ir

Estamos tão acostumados a nos disfarçar para os outros, que no fim acabamos nos disfarçando para nós mesmos.
(François de La Rochefoucauld)