O escritor norte-americano Philip Roth faleceu no dia 22 de maio de 2018 e deixou uma vasta coleção de livros aos seus fãs. Ele assinou mais de trinta livros ao longo de uma carreira que começou no final dos anos 50 e só parou em 2010, quando o autor decidiu que não ia mais escrever.

Foi premiado com diversos prêmios, entre eles um Prêmio Pulitzer, e por duas vezes o National Book Award.

Suas obras se caracterizam por um humor inteligente e ousadia. Foi um escritor realista, narrador incrível, e que exprimiu em seus livros uma busca constante pela compreensão e conhecimento de si mesmo, da América e dos judeus de classe média que nela habitam.

Apesar de ser uma difícil escolha, selecionamos as 7 obras essenciais para conhecer a literatura genial de Philip Roth.

1. O Complexo de Portnoy (1969)

livros de philip roth

Foi a obra que tornou o autor conhecido mundialmente. Alexander Portnoy discorre em uma longa confissão no divã de seu psicanalista. Através da memória do protagonista viajamos pelos seus conflitos internos que envolvem um infância mimada, uma adolescência frustrada em relação à sua sexualidade e um relacionamento adulto cheio de conflitos com uma linda, mas inculta, mulher. É um livro cheio de ironia, erotismo e psicologia.

Para infringir a lei, tudo o que se tem a fazer é tocar para a frente! Tudo o que se tem a fazer é deixar de tremer e de achar a coisa inimaginável a além das nossas possibilidades: tudo o que se tem a fazer é fazê-lo!

Philip Roth (O Complexo de Portnoy)

2. Casei com um Comunista (1998)

livros de philip roth

A história de Ira Ringold, um comunista fanático e famoso ator de rádio, que é delatado e traído por suas esposa e amigos, fazendo de sua vida um inferno. No fundo, é a história de um homem que, cego por seus ideais, não enxerga os problemas de seu próprio lar e vive uma vida de desgraças desde a adolescência.

À medida que os anos passam não há nada para que eu demonstre menos talento do que dizer adeus a uma pessoa que me sinto fortemente ligado. Nem sempre me dou conta do quão forte é esta ligação, até o momento de me despedir.

Philip Roth (Casei com um Comunista)

3. O Teatro de Sabbath (1995)

livros de philip roth

Escrito no auge da carreira de Roth e um dos livros mais aclamados pela crítica, neste romance mergulhamos no mundo de adultério e morte de Mickey Sabbath, um artista de fantoches aposentado. É uma aventura dramática e erótica de um homem já na terceira idade.

Que o extraordinário é inevitável, disso Linc já me convenceu. É o comum que nos escapa. Sei muito bem disso. Mas isso não significa que valha a pena abandonar a porção de coisas comuns que tive a sorte de capturar e tomar para mim.

Philip Roth (O Teatro de Sabbath)

4. A Pastoral Americana (1997)

livros de philip roth

Obra que ganhou o Prêmio Pulitzer de Ficção em 1998, e conta como Seymour Levov, filho de imigrantes judeus, tenta passar um legado moral para a terceira geração de sua família, sem sucesso.

Uma leitura enérgica e desbocada que expressa a frustração de uma tradição que não consegue se encaixar entre duas épocas. O livro teve uma adaptação para o cinema em 2016, com direção de Ewan McGregor.

Vamos falar um pouco mais sobre a morte do desejo - como é bastante compreensível para um velho, um desejo sem a menor esperança - de evitar a morte, de resistir a todos os meios necessários para ver a morte de nenhuma outra forma, nenhuma outra, senão a clareza.

Philip Roth (A Pastoral Americana)

5. O Animal Agonizante (2001)

livros de philip roth

É a história de uma intensa relação entre um professor aposentado, David Kepesh, e uma de suas alunas, rica, sensual, bem mais jovem e de origem cubana.

Este é um romance de mistura erotismo, crítica moral e possessividade que se transforma em consequências cruéis para os personagens.

Ela me deixou atônito, curiosamente, ao fazer algo que pode não parecer nada radical hoje em dia, quando as mulheres se tornaram muito mais livres, algo que não fosse nada em comparação com a sua atitude pública escandalosa e desafiante. De tudo que ela fez, o que mais me deixou atônito foi conquistar o homem mais tímido do campus, nosso poeta.

Philip Roth (O Animal Agonizante)

6. A Conspiração Contra a América (2004)

livros de philip roth

O romance parte de uma situação hipotética onde um candidato norte-americano simpatizante do nazismo vence as eleições de 1940 contra Franklin Roosevelt. A vida da família judia de Koth torna-se então sombria, assustadora e, claro, muito interessante. Este é outro dos livros aclamados de Philip Koth.

livros de philip roth

Haviam me obrigado a usar a minha única gravata e meu único paletó para impressionar precisamente o rabino que ajudara a eleger um amigo de Hitler. Como eu poderia não estar confuso, quando a nossa vergonha e a nossa glória eram uma coisa só?

Philip Roth (A Conspiração Contra a América)

7. A Marca Humana (2002)

livros de philip roth

Neste livro acompanhamos o protagonista Coleman Silk, um professor universitário no auge dos seus quase setenta anos, que vê a sua vida ruir por acusações de racismo e abuso sexual.

Um dos escândalos sexuais mais conhecidos dos Estados Unidos (entre o presidente Bill Clinton e sua estagiária Monica Lewinsky) é pano de fundo para a história que abrange um amplo panorama de choques ideológicos e morais.

Sabia, com base na cólera de Aquiles, na raiva de Filoctetes, nas fulminações de Medeia, na loucura de Ajax, no desespero de Electra e nos sofrimentos de Prometeu, os inúmeros horrores que podem ser causados por uma indignação extrema, sabia que a vingança, em nome da justiça, pode desencadear um ciclo de retaliação.

Philip Roth (A Marca Humana)