Marcel Jouhandeau

Cerca de 403 frases e pensamentos: Marcel Jouhandeau
Marcel Jouhandeau (1888 - 1979) foi um escritor francês.

Saber amar não é amar. Amar não é saber.

Conhecer bem uma pessoa é tê-la amado e odiado.

Para suportar a sua própria história, cada um acrescenta-lhe um pouco de lenda.

A santidade talvez não seja mais do que o cúmulo da delicadeza.

O instante só tem um lugar estreito entre a esperança e o desgosto, e esse é o lugar da vida.

O verdadeiro brasão de cada um é a sua cara.

A modéstia é uma espécie de pudor do orgulho.

A vida, por fim, não passa de um hábito que se tem de perder, depois de todos os outros.

Não há coragem triste.

Cada alma é por si só uma sociedade secreta.

O coração tem as suas prisões que a inteligência não abre.

O mal é aquilo que não perdoamos a nós próprios.

Como não existe nada
mais precioso que o tempo,
também não existe maior
generosidade que o perdermos
ajudando aos outros

A verdadeira viagem de descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, e sim em ter novos olhos.

A razão pela qual algumas pessoas acham tão difícil serem felizes é porque estão sempre a julgar o passado melhor do que foi, o presente pior do que é e o futuro melhor do que será.

Para quem ama, não será a ausência a mais certa, a mais eficaz, a mais intensa, a mais indestrutível, a mais fiel das presenças?

Só se ama o que não se possui completamente.

Deixemos as mulheres bonitas aos homens sem imaginação.

O amor é o espaço e o tempo tornados sensíveis ao coração.

As pessoas querem aprender a nadar e ter um pé no chão ao mesmo tempo.