Homenagem de Familia

Cerca de 3534 frases e pensamentos: Homenagem de Familia

Homenagem ao Trabalhador Rural!
Nossas homenagens a homens e mulheres, cuja atividade, além de contribuir para o crescimento econômico do país, é produzir alimentos para o sustento de todos.

Marcos Alves de Andrade
1 compartilhamento

se eu deixar o homem questionar a minha vida, dedicarei uma frase em sua homenagem...Ame primeiro assim prorpio

shirlei santos
Inserida por SHIRLEisantos
1 compartilhamento

Não existem monumentos em minha homenagem, nem mesmo canções em meu nome, mas reconheço no mais sublime amanhecer que o pesar dos sentimentos e o clarear das emoções não serão em vão, pois eu sei que possuo um sonho.

Emerson Mollin
Inserida por SixxSense

Homenagem à Antônio de Gastão


Se o mar ou o Itajurú estão pra peixe, lá está ele
Linha de pesca tucum, e uma rede, cá vem ele
Eis o tão ditoso e ínclito pescador
Coreógrafo do nado sincronizado dos botos
Ilustre membro na rara tertúlia dos pingüins de smoking
Imperceptível na mímica evasiva do cardume esvaído
Findada, a busca, a isca, o almoço
Quão harmonioso e homogêneo é
Diante do tão formoso amálgama natural
O qual sucede-lhe a camuflagem
Sendo o qual dele mesmo faz parte
Por entre orquídeas, gabirobas, mandacarus, araçás
Cambuís, guaco, cipós-chumbo, perobás
Conhece bem o espetáculo que é a natureza
Da guapebeira, então, nem se fala
Guapeba-de-leite gruda no céu da boca
Ainda faz brotar da madeira
Velho tomé, chico preto, sanhaço, dr.mamão
Filomena, palhaço, joão redondo, azulão
Artista, é de primeira
De-lhe o violão
Canta afinado a melodia da generosidade
Timbrando simplicidade incandescente
Dê-lhe um pôr do sol na beira do cais
Ah, contemplação que dá em verso e prosa
O céu estrelado, depois,
Mais oportuno momento não há
Pra contar estórias às crianças
Ora sobre o fogo verde, ora nos tempos do Algodoal
Pagé tzumé, sereias no litoral
Ou quem sabe as histórias
De Vespúcio, tamoios, caboclos da salicultura
Ou dos tempos no Algodoal
Afinal, crianças e jovens não são sabedores
Mas precisam saber
E enquanto o Itajurú, ou o mar
Ainda estiverem para peixe
Assim como a vida está para a arte
Mais farta será a pesca do melhor pescador
Melhor artista será o que melhor vive
Porque sabe pincelar nos quadros da vida
Os tons e silhuetas da natureza
Que existiam aqui em mil novessentos e doze
Que existiam aqui em mil novessentos e vinte
Que existem aqui até hoje
Seja você quem for
Filho ou filha do pescador afoito
Ancestral, ou forasteiro
Não é sabedor, mas precisa saber

BuscadordaVerdade
Inserida por Buscadordaverdade
1 compartilhamento

Homenagem ao meu amigo
Hermenegildo Miguel Cayombo “Don-Flay

Amigo tu és um irmão que a vida me deu como
escolha,
a família que eu escolhi, mais o destino não foi
amigo de nós
decidiu fazer-nos uma separação tão grande,
A sua ausência deixou a minha alma mutilado,
tiraste do ser o meu ego
Tu si foste amigo deixaste-me sozinho, quando eu penso em ti, no
calar da noite meu olho choram
O destino assassinou o meu cérebro, tudo tornou
difícil pra mim
Não consigo superar isto a dor e tão grande que
ate não me da vontade de
viver
Eu queria ter você sempre por perto amigo,
mais o destino não queria assim
Você fez a minha historia, o seu nome esta
sempre em primeiro lugar
meu amigo onde quer que estejas, espero que não si
esqueça de mim
O sítio que nós passávamos cresceu campi, já ninguém
passa mais por lá
Nós trilhávamos aquele caminho, sempre era
onde nós pus íamos os pés
Don-Flay. Meu grande amigo, o seu retrato esta
sempre no meus olhos
em cada canto eu ti vejo, a sua vós eu sempre
oiço,
guarda um lugar pra mim
Eu sei, que onde você estas e tenho a certeza “você esta no
paraíso” e onde que e o seu lugar
A coisa que não mim faz calar e quando eu
penso. Será que estas felizes onde
você está, será que sentes falta nós.

você e o primeiro amigo que a vida me deu,
Eu lembro como éramos criancinha, lembro da
nossa brincadeira, dos nossos caros de lata, foi
contigo que eu conheci a maior parti da nossa
pequena cidade “LUENA”
me diz amigo como e que eu vou conseguir suportar a
minha dor, de pois de pensar todo
nosso passado
A vida não quer me ver mais sorrindo, ele fez isto
de propósito
A vida não quer me ver feliz
A nossa amizade começo na maternidade,
lembro dos dias vivido, das nossas caminhada
vagando sem direcção
das brincadeira, das nossas conversas.
A falta que faz pra mi e tão grande
Hermenegildo “Don-Flay”
não si esqueças dos teus amigo que tu deixou,
um dia estaremos
junto
\”A SUA ALMA DESCANÇA EM PAZ”/

Germano Ferreira Lumana
1 compartilhamento

Homenagem ao Dia da Mulher

D ominas o mundo pelo seu jeito singelo
I ntimas para si todos os nossos olhares
A colhe os problemas e filtra as soluções

D o seu jeito cativas a todos
A cobrança maior é perfeição

M e sinto pequeno perto de tuas qualidades
U m apego indescritível a tudo que a rodeia
L inda na alma, e pura em seus corações
H oje seu dia apenas para nos lembrar
E mbora nem precisaria uma data somente
R estariam todos os outro dias para dizer:

Vocés são as rainhas
Uma graça divida
Que Deus fez
Para nos conceder!!!!

Salvador Faria
Inserida por salvafaria
1 compartilhamento

Mãe hoje e seu dia e acho que posso dizer algo em sua homenagem hoje! Parabéns pelo seu aniversário! Em nenhum momento da minha vida evitaria gritar seu nome, pois desde sempre esteve ao meu lado! Não tentarei aqui dizer que te amo Até por que nenhum sentimento de tal proporção poderia ser mensurado! Você é a verdadeira forma de coragem que sempre imaginei, de luta e desejo de vencer! Ao longo da minha vida em seus olhos descobri que poderia sempre ser melhor, que poderia ir além das minhas possibilidades, que sonhos não são impossíveis quando nos dedicamos e acreditamos! Que a fé é uma ferramenta extraordinária, e que o Amor, à o amor esse sim transformar o mundo! Que tudo que você desejava era ver meus olhos à brilhar de alegria e felicidade! E hoje mãe posso dizer não só que você é meu exemplo vivo de tudo que há de melhor nesse mundo, mas sim que sem você eu realmente nada seria, você me colocou nos trilhos Quando desgovernadamente me arremetia a caminhos escuros e errôneos! Você sem instrução alguma me ensinava o certo e errado, você sem dinheiro ou posses me ensinou o valor das coisas, você que poucas vezes recebeu demonstrações amor e carinho, me ensinou o verdadeiro significado da palavra amor! Pelo simples fato mãe, de você pra mim ser a presença de Deus em forma de pessoa ao meu lado sempre me guiando! Eternamente te amarei e jamais poderei retribuir o quanto você é Valiosa em minha vida!

Fabiano Roberto da Costa
Inserida por JuseFabiano
1 compartilhamento

Homenagem

Pra
Ti
Cidade!

Sandro Sansão da Silva Costa
Inserida por SandroCosta

"Me amar é uma homenagem, uma dádiva recebida juntamente
com a capacidade de escolha, da resolução de interferir ou
não na mudança do mundo."

Nilma Marques Coelho
Inserida por N4m9A6L5
1 compartilhamento

Um Brinde a Nós

A gente deveria ter mais uns três ou quatro dias do ano em nossa homenagem. Já recebi tantos parabéns pelo Dia Internacional da Mulher que fico pensando: nós mulheres merecemos mais, não precisa ser todos dias, mas de vez em quando faria bem. Porque estar na nossa pele não é fácil. Antes, a mulher nascia com um dispositivo indicando que pra ser feliz, só se tiver amor. E se não tiver amor a vida não funciona. Décadas se passaram e algumas mudaram o dispositivo. Ela sabe que, se não for independente, é ai a vida não funciona. Ai essa 'mulher independente', aos olhos de muitas pessoas, deve ser aquela que nunca precise de ninguém, aquela mulher que se vira sozinha, que não chora, que não sente, que não valoriza uma boa companhia. Independência não é sinônimo de solidão, e sim de honestidade: de estar onde quer, fazer o que quer, por que quer, com quem quiser. Ela quer ser independente porque aprendeu com a avó, que naquela época se intalava muito confortavelmente como guardiã de família. Algumas eram frustadas, outras eram realizadas: vai saber? Afinal, que mulher hoje quer reproduzir a vida que a sua avó teve? Mulheres, nós tomamos o espaço que antes só a massa masculina dominava. Mulher é engenheira, é gari, é motorista de taxi, até de ônibus e caminhão, vejam só. Conseguimos chegar no status onde tudo podemos, isso está sacramentado. É dificil saber o que pode ser prioridade, e o que pode ficar em segundo plano. Tudo virou prioridade: trabalho, casa, família e filhos. Imaginem um desses quesitos em segundo plano? É mulher, o que você foi arrumar hein. Você acorda, você trabalha, você chega em casa, faz a janta e coloca a criança pra dormir, e ainda arruma um tempo pra dar uma caminhada. Ai lava a roupa, passa a camisa do marido e vai cochilar, pro dia seguinte, continuar. Tem que ser boa filha, boa mãe, boa esposa, boa avó, boa dona-de-casa, boa cozinheira, boa de cama, boa profissional. Olha quanta resonsabilidade. Independência, é se virar nisso tudo. Só que essa independência afugentam muitos homens. Em uma frase, Marina Colasante diz: " Se isso for verdade, então ficarão longe de nós os competitivos, os que sonham com mulheres submissas, os que não são muito seguros de si. Que ótima triagem." Boa sacada. Mas há quem acredite que ser um bibelô dependente tem lá suas vantagens. Eu não vejo nenhuma. Então, um brinde as mulheres independentes pois são alegres, desafiadoras, corajosas e vitais. As que não são, brinde também. Afinal, ser um bibelô dependente de quaquer coisa deve ser mais difícil. Eu, não tenho dúvida.

Natália Arantes
Inserida por arantesmiranda
1 compartilhamento

Autores do pensador.info;
a você minha homenagem;
Que se transforma em coragem;
de deixar aqui gravado;
em texto editado.

Jose de Alcantara
Inserida por JoseAlcantara
1 compartilhamento

Se eu fosse escrever um poema, em homenagem a cada pessoa querida, amada, que já perdi, faria um livro de muitas páginas de lágrimas ...

Alexandre Boechat
Inserida por aboechat58
1 compartilhamento

Não renda homenagem a quem não merece ou quem subtraia a sua fidelidade que entrelinhas tenta romper o seu elo da corrente;
Veja o teu proceder e valorize quem realmente faz somar seus ideais quem realmente se faz o teu porto seguro;
Tenha fé que o impossível é possivelmente razoável aos teus objetivos que estão esperando a tua chegada;

Julio Aukay
Inserida por JULIOAUKAY
1 compartilhamento

"Essa é uma homenagem que retrata verdadeiramente a virtude de ser e estar eternamente MÃE."

Wall de Souza
Inserida por Waldetes
1 compartilhamento

Homenagem ao teu dia

És alma que me foges a todo momento
Nas alegrias tão boba
Nas tristezas um só lamento
Insistir em ti
... É como jogar
Oferendas ao mar
Que engole cada palavra
Ou quem sabe
Carrega para as profundezas
Para a calma do desfrute
Ou mesmo devolve
Cuspindo à beira
Devolvendo indignada
Uma enxurrada de besteiras
Mas perdoa-me
Pelas faltas de acertos
Por esquecer palavras
Nos cantos dos becos
Por às vezes ser este oco
Como mato cortado por um louco
Tú que tanto és pra mim
Pelo que te sou tão pouco

Taciana Valença
Inserida por tacianavalenca
1 compartilhamento

O Fingidor - homenagem a Fernando Pessoa

E finge e sente
E finge e sente
Completamente,
Exaustivamente,
Que no final sente,
Tão-somente,
Que tudo fingiu
Que nada sentiu.

Idenir Ramos
Inserida por ideniramos
1 compartilhamento

HOMENAGEM AO PROFESSOR: A ORIGEM DOS DIAMANTES

Professores são arautos. Portadores que se ocupam em levar mensagens diversas aos receptores que, ao fim, simbolizam a esperança que depositamos em novos e melhores tempos.
Movidos por um altruísmo comum aos grandes personagens da História - que comumente mesclam em sua jornada um misto de idealismo e capacidade de realização -, nosso exército de mestres desbrava fronteiras e adentra aldeias indígenas, comunidades quilombolas, bairros movimentados das metrópoles. Seja nos cursos mais elementares de alfabetização, seja nas universidades mais renomadas do País, sempre há a figura desse lapidador.
Desses homens e mulheres que, cuidadosamente, permitem que pedras brutas se transformem em jóias cujo brilho é capaz de iluminar o futuro.
Hoje é Dia do Professor. Data que demanda reflexões sobre o que é realmente essencial no vaivém contínuo do processo ensino-aprendizagem. Momento de observar que, nas últimas décadas, o papel da escola foi ganhando novos contornos. Novas alterações provenientes de métodos educacionais mais modernos. Resultantes tanto da troca ininterrupta de experiências no setor quanto da consciência social em torno da importância da educação. Do ensino de excelência nesta que é a Era da Informação e do Conhecimento. São mudanças que ampliaram sobremaneira os horizontes.
Renovações que tiveram início com passos importantes rumo à democratização da aquisição de conhecimento. Hoje, muitas escolas já estão informatizadas e, portanto, conectadas ao mundo. Exigência de uma época que requer habilidades e talentos cada vez mais diversos, como a fluência em mais de um idioma.
É fato que o mercado de trabalho não tolera amadores. E também é fato que a cobrança sobre a capacidade dos aprendizes recai sobre o professor. Profissional de quem a sociedade exige aprimoramento ininterrupto. Por esse motivo, é importante que os educadores relembrem os modelos referenciais do ensino de qualidade muitas vezes empregado ao longo da História.
É o caso do método utilizado por Aristóteles em seu desejo de formar uma geração de jovens éticos e, portanto, felizes. O liceu do estagirita era um espaço privilegiado em que a virtude e a busca pelo meio termo permeavam as discussões filosóficas entre o educador e seus jovens aprendizes. No mesmo diapasão, o filósofo Pedro Abelardo, nas escolas francesas, desafiava os estudantes a colocar em prática o potencial gigante, mas ainda adormecido, que habitava em cada um.
Mais recentemente, temos o modelo de Dom Bosco, mestre dos salesianos. Verdadeiro professor que exaltava o amor como o único caminho para a educação verdadeiramente completa. Mário Quintana, em outra seara, poetizava: "E no dia em que tratardes um dragão por Joli, ele te seguirá por toda a parte como se fosse um cachorrinho". Por meio dessa metáfora tão bela quanto inusitada, o poeta nos ensina que é possível modificar para melhor os seres considerados mais amedrontadores. Para isso, basta que recebam carinho e atenção como tratamento. Em outros termos: se até um dragão pode ficar dócil, carinhoso, o que dizer de um aluno?
Já Paulo Bonfim, outro artesão da palavra - considerado o príncipe dos poetas brasileiros - diz que a juventude precisa de um tema. Um tema que a torne protagonista. Um tema que a instigue a viver. É como na arte: uma vez sem bons temas, as peças ficam sem sentido, os textos empobrecem, as danças perdem a magia.
Eis aqui nossa homenagem àqueles que são leais à missão de educar. Sábios que não servem a um partido ou a um governo, mas sim à causa nobre da educação. Servem a um sonho. Talvez o mesmo vivenciado por Aristóteles, Abelardo, Dom Bosco: o sonho de lapidar diamantes. Mestres que neste, e em todos os outros dias, acreditam que o esforço do trabalho será recompensado pela magnitude do resultado. Pela beleza rara da jóia que começa a tomar forma, sempre, em suas mãos.


Publicado nos jornais Jornal da Tarde Tarde, Diário do Grande ABC, A Tribuna, Correio Popular e Vale Paraibano.

Gabriel Chalita
Inserida por fraseschalita
1 compartilhamento

ECT lança selo em homenagem ao inventor do rádio
Publicado em 21.01.2011, às 13h52

Selo em homenagem ao padre Landell de Moura, inventor do rádio
Divulgação/Agência Estado
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) colocou nesta sexta-feira (21) em circulação um selo em comemoração aos 150 anos do padre Landell de Moura, inventor do transmissor de ondas.

A arte do selo é de Lídia M. Hurovich Neiva, com colaboração de Marco Aurélio Cardoso Moura, e retrata Landell de Moura falando ao microfone em sua invenção. Ao fundo, são reproduzidas a patente obtida em 1904, nos Estados Unidos, e a planta do aparelho. No lado esquerdo inferior, uma onda de rádio modulada em amplitude (ou AM, do inglês Amplitude Modulation, transmissão da voz humana a longas distâncias sem utilização de fios).

O selo tem valor facial de 1º Porte Carta Comercial (R$ 1,05), tiragem de 300 mil exemplares e poderá ser adquirido na loja virtual, na Agência de Vendas a Distância ou nas agências dos Correios.

O padre Roberto Landell de Moura, considerado o inventor do rádio, nasceu em Porto Alegre no dia 21 de janeiro de 1861.

Guglielmo Marconi levou a fama, mas a obra do italiano foi o telégrafo sem fio, ou seja, pontos e traços do Código Morse sendo enviados pelo espaço. Já o padre Landell fez as primeiras experiências de transmissão da voz humana em 1893, antes de Marconi e de Nicolá Tesla, gênio nascido na Croácia, que desenvolveu grandes experimentos e que é reconhecido nos Estados Unidos como o inventor do rádio.

A existência das ondas eletromagnéticas foi teorizada pelo escocês James Maxwell em 1873. O alemão Heinrich Hertz fez a primeira demonstração prática do fenômeno em 1888.

A década de 1890 fervilhava com a ideia da transmissão de mensagens a distância sem a necessidade de fios, fossem elas em código Morse, sons ou imagens.

Mas, mesmo que sejam desconsideradas as experiências pioneiras de Landell de 1893 e seja levada em conta apenas a transmissão de 3 de junho de 1900, na Avenida Paulista, em São Paulo, testemunhada e registrada na imprensa, vê-se claramente que o padre porto-alegrense foi o primeiro a levar a palavra do homem à distância sem o uso de fios. Só seis meses depois, em dezembro de 1900, haveria notícia de um feito semelhante, do canadense Reginad Fessenden, nos Estados Unidos.

O rádio nasceu pelas mãos de Landell. Apesar de ter obtido patentes para seus inventos no Brasil e nos Estados Unidos, no Brasil ele foi considerado louco e féis da igreja como alguém que tinha pacto com o demônio.

Landell trabalhou com recursos próprios. O interesse do padre pela ciência já o havia colocado em contato com dom Pedro II, ainda durante o império. Pedro II foi um homem de visão e aficcionado pelas novidades científicas. No entanto, mais tarde, em 1904, já sob o regime republicano, quando Landell procurou o presidente Rodrigues Alves para obter auxílio em seus experimentos, foi visto como doido. Ele chegou a dizer que, futuramente, seu invento possibilitaria a comunicação interplanetária.

Landell estava certo. Existem hoje as espaçonaves não tripuladas Voyager, lançadas pela Nasa em 1977, saindo do sistema solar e enviando imagens e sons para a Terra.

Outro episódio marcante na vida de Landell foi a invasão e destruição de seu laboratório, construído a duras penas. Fiéis da igreja invadiram o local de trabalho e destruíram tudo.

Por volta de 1910, com outros cientistas estrangeiros levando as experiências adiante e ganhando as glórias pelo invento do rádio, Landell de Moura abandonou a ciência. Levou sua vida até 1928 apenas no exercício do sacerdócio.

Muito da sabedoria de Landell se perdeu por causa do descaso ou pela ação do tempo. Mas o jornalista Hamilton Almeida, maior pesquisador e autor de dois livros sobre o inventor brasileiro, registra que Landell tinha outras investigações científicas. Abordava até a possibilidade de comunicação entre as pessoas diretamente pelo que chamava de logus, ou "verbo mental". São mistérios que, como o próprio Landell disse, teria que levar para o túmulo.

Fonte: Agência Brasil

Agencia Brasil
Inserida por Filigranas
1 compartilhamento

NOSSA AMAZÔNIA –Minha homenagem

Nossa Amazônia é "fantástica"!. Seus habitantes estão inseridos nela como um órgão do nosso corpo. Não vivemos sem ela, pois dela se extrai tudo que necessitamos para sobreviver. É amada por todos os que têm bom senso em preservá-la, é sinal de inteligência desse povo da floresta. Povo que nasceu em seu berço. Povo que de sua água bebe, que de seu alimento se nutri, que de sua beleza fez encanto e se apaixonou perdidamente entre seus rios, lagos e igarapés. Basta olhar pra cima e avistar suas copas altas e frondosas, basta olhar pros lados e observar os animais a se alimentar dela e para baixo, bem embaixo, suas riquezas minerais como quem guarda sua herança aos seus herdeiros como uma mãe-natureza.
mustafa (2014)

Mustafa2014
Inserida por Mustafa2014
1 compartilhamento

HOMENAGEM (HOMENS AGEM)


Uma salva de palmas aos lixeiros

As costureiras e cozinheiras

Aos famintos e aos marmiteiros

Também a todas as enfermeiras

Parabéns aos nordestinos

Aos copeiros e feirantes

As prostitutas e aos Argentinos

Também a todos os imigrantes

Um luxo estes motoqueiros

Chique estes sacoleiros

Quem dirá os plaqueiros

Sem palavras aos marreteiros

Um brinde a estes e aos demais

Discriminados por nossa sociedade

Um dia verão que somos todos iguais

A diferença está na liberdade

Ulisses Andrade
Inserida por UlissesAndrade
1 compartilhamento