Julianna Galvão: Rafael - E depois de aprender a te amar,...

Rafael -

E depois de aprender a te amar, só aprendi uma coisa: não desaprender. As melhores coisas, ninguém esquece depois que aprende. E acredite, te amar é uma das melhores coisas, simplesmente porque se sentir amada é esplêndido, e você me faz feliz demais, me amando com esse jeito todo lindo, todo meigo, todo todo. Não me imagino sem ti, sem nós. Não gosto de pensar em imaginar o vazio que seria te perder, afinal, perder um familiar é inexplicavelmente horrível. Falo de perder para o tempo, para as circunstâncias, para a saudade, para as novas pessoas e tal. Mas não se preocupe, não iremos nos perder. Para nada, por nada, com ninguém, para ninguém. Pois eu sei que lutarei até que acabem minhas forças para te ter comigo para sempre.
Nunca duvide do meu afeto por você, nunca, entendeu? Não te perdoaria se um dia você hesitasse tal questão. É inquestionável, imutável, irrevogável, eu amo você.
Amo te deixar zangado, amo te abraçar, amo te fazer rir, amo te ajudar, amo te deixar com ciúmes, odeio ficar com ciúmes de ti, odeio mais ainda quando você me faz ciúmes, odeio as tuas amiguinhas que acham que são mais importantes que eu, acham. Amo-te, incondicionalmente.
E tudo só em um ano, em menos, aliás. Agora me diga, tirando em questões de saudade, quando, por exemplo, você não vê alguém há muito, que importância tem o tempo? Nenhuma! Meu amor por ti é independente de tempo, e de qualquer outra coisa. Independente do que dizem que nós somos, do que dizem que seremos ou do que você é.
Serei para sempre sua irmã, sua neguinha, sua companheira e amiga, mesmo que o mundo inteiro, inclusive você, já tenham me demitido de tais cargos.
Independente de raça, cor, religião e seja lá o que for, você estará em mim. Guardado e sendo levado para onde eu for.

1 compartilhamento
Inserida por juliannagalvao