Agatha Prado: UMA PEQUENA CONFISSÃO Cutucam-me...

UMA PEQUENA CONFISSÃO

Cutucam-me aflitas duas espécimes humanas;a plebe intelectual,que garante a numerosidade de lacraias latejantes,que repugnam-me amiúde com sua mesquinhez e indiferença à própria pequenez; E inda pior são os pseudointelectuais que pulsam ao meu redor mais intensamente que os primeiros,constituem menor colônia,não obstante,excedem em mediocridade por enxergarem beleza em seu agonizar. Conspiram contra mim seus olhinhos agitados e línguas incoercíveis,enervando-me com certa frequência ao desafiar minha complacência,que suspira já por demais lacerada por outras lacraias. Condôo-me ante a baixeza de seus pensamentos rastejantes,mas volto a dizer que o que rasteja deve ser pisado. Contudo confidencio espirrar tristeza ao hipotetizar o toque aveludado e familiar de minha espécie,que não chafurda na sujeira do chão,mas voa lambendo as nuvens; Em idealizar a companhia do limpo e nobre,que exala não necessariamente erudição,mas sabedoria e genuinidade em sua essência,que me presenteie com cores radiantes ou fúnebres,porém que não levantem dúvidas quanto à sua autenticidade. Tremo em volúpia com a possibilidade de entrelaçar os dedos com o meu real semelhante,e correr pelos bosques refrescantes de nossas mentes inconstantes e abstratas. Tanto ocupam as orlas de minha mente estes pensamentos,que às vezes sucede que em um impulso de desespero,eu procure em meio a imundície das lacraias,um semelhante oculto pelo latejar estéril destes seres imundos,também embriagado por tanta sujidade. Às vezes seguro em minhas longas unhas alguma lacraia de conduta atípica e a observo com minha lupa procurando ávida meu semelhante. Mas então me contento com o ermo,melancólica retorno correndo para os fortes braços de minha solidão pátria.

1 compartilhamento
Inserida por AgathaPrado