Agatha Prado: O JOÃO DE BARRO Miúdo chamo tudo...

O JOÃO DE BARRO Miúdo chamo tudo aquilo que não se basta,que necessita de outrem para sorrir,o pó da mesquinharia abraça tudo que é diminuto. Possuidores de alm... Frase de Agatha Prado.

O JOÃO DE BARRO

Miúdo chamo tudo aquilo que não se basta,que necessita de outrem para sorrir,o pó da mesquinharia abraça tudo que é diminuto. Possuidores de alma canina são eles,vibram a cauda ao encontro do semelhante,farejam-se e lambem-se mutuamente,amiúde sucede que urinem em alvoroço;repulsa tenho eu desta espécime fraca e primitiva. Fincar raízes no duro solo da solidão,eis o feito do sábio,que vê no silêncio uma sinfonia ímpar,no ermo o momento mais nobre,e em si mesmo a melhor companhia,entrelaçando as mais firmes correntes da amizade consigo mesmo. À mim parece imbecilidade dividir fraquezas com o outro,assemelha-se ao joão-de-barro quem o faz;Que de esterco seco constrói sua morada,e lá permanece satisfeito com seu labor,apático ao ar fétido,chafurdado em sua própria desgraça.

1 compartilhamento
Inserida por AgathaPrado