Julianna Galvão: Todas as coisas, cores e cheiro de...

Todas as coisas, cores e cheiro de flores que na minha visão passaram hoje, me fizeram rir. Rindo à toa, daquele jeito que só eu sei. Sonhando alto e imaginando passos não dados. Feliz, inacreditável. Me surgiu uma vontade de colorir tudo, de pintar de novo tudo o que for monótono, por exemplo, mudar para amarelo tudo o que for preto ou pálido.
Meus ouvidos precisam ser acariciados, e para isso, só mesmo ouvindo gargalhadas daquelas de ficar sem ar, no volume máximo.
Mais amigos, mais assaltos. Acho lindo, corações serem roubados, contrabandeados. Acho digno quando eles são guardados a sete chaves reciprocamente, dentro de baús cheios de carinho e recordações.
Quero mais proximidade de quem eu gosto, quero gostar de mais gente. Pode até ser gente que não me entenda, não tem problema, eu crio uma versão minha com legenda. Pode ser gente que me decepcione, ou que não goste de mim igualmente, pois eu já aprendi muito com esse tipo de gente, saberei me cuidar.
Experimentar, criar, arrumar. Quero fazer um montão de coisas pela primeira vez, e sem parar de repetir o que faço sempre e adoro. Errado ou certo, bom ou ruim, eu quero fazer. Eu quero fazer mais, e não ficar assistindo admirada a vida de quem fala e faz.
Entenda que eu estou realmente disposta a me reformar. Pincéis, tintas coloridas e um sorriso daqueles. Um, dois, três, já!

1 compartilhamento
Inserida por juliannagalvao