AmandPetrovic: Se fosse para fazer uma redação sobre...

Se fosse para fazer uma redação sobre sentimentos, eu conseguiria. Se fosse para escrever sobre constantes mudanças que ocorrem nas pessoas dia-a-dia, eu saberia como definir cada detalhe que se torna único em uma pessoa. Mas escrever, sobre mim, é uma tarefa que consiste tempo. Não é fácil escrever, definir nós mesmos, em instantes ou em até mesmo anos. Existem pessoas que levam anos para se entender realmente e achar alguma graça em si mesmo. Por muito tempo escrevi sem saber que em algum lugar do mundo, poderia existir alguém que se encaixasse em cada palavra que eu dizia, alguém que poderia me entender, mais do que eu mesma. Meus olhos são caminhos que se tornam assombrados no instante e que machucam meu coração. Meus passos, são fontes das minhas escolhas. Nunca tive medo delas. Chorar, sempre foi um hábito. Amar, mais uma de muitas escolhas. Escrever, um vício. Escutar música, uma paixão única. Eu me considero meio antiga, não antiga de velhice. Antiga por gostar do que é do passado ou o que eu considero que seja do presente. Complicado entender uma mente que não tem definições concretas. Eu deveria ser uma completa apaixonada por princípes ou até sapos. Eu já fui, não me agrada mais ter que sonhar com um 'felizes para sempre' Eu acho que meus sentimentos exigem mais do que um pra sempre. Eu quero o eterno, quero algo que vá além das minhas espectativas. Seria uma boa forma dizer que eu quero o que eu compreendo que não exista (pelo menos por enquanto). Pelo simples motivo de existir sentimentos, deveria existir sentimentos realmentes verdadeiros. Eu comecei a percerber que vivo pelo amor, não sei porque, nem ligo se vou continuar a sofrer (algumas vezes). Mas eu vivo, e em certas ocasiões me orgulho disso. Porque só quem sofre, sabe o verdadeiro significado de tentar guardar seu coração para uma pessoa só. O amor exige paciência, tolerância em si. Exige amizade e acima de tudo confiança. Nã existe amor e confiança de um lado só. Eu acho que para uma novata, meus conhecimentos gerais sobre o amor estão melhor do que nunca. Talvez algum dia eu saiba definir tudo o que eu sempre senti, e talvez eu tenha a verdadeira certeza de que meus sentimentos fazem parte de uma mágia única, que só quem prova, entende. Mas enquanto esse dia não chega, meu diário vai ser cheio de incógnitas, respostas, e talvez amores platônicos. Não sou nenhum carro, não gosto que me controlem. Mas meus passos, e meus desejos vão depender só de um controle fatal, um amor que poderá chegar.. hoje ou amanhã.

Beijos Louise.

1 compartilhamento
Inserida por amand-petrovic