Alex S. Lemos: O Naufrágio do Amor Um dia chuvoso de...

O Naufrágio do Amor Um dia chuvoso de inverno, e sua respiração fria em meu peito Não sinto ardor em seu corpo, deitada ao meu lado neste leito Eu a tomo em meu... Frase de Alex S. Lemos.

O Naufrágio do Amor

Um dia chuvoso de inverno, e sua respiração fria em meu peito
Não sinto ardor em seu corpo, deitada ao meu lado neste leito
Eu a tomo em meus braços, por mais que não me abrace
O amor não fugirá para o túmulo, eu irei em seu encalce.

O vento arranca as velas do navio, seus cabelos negros dançam
Uma lágrima fria, a ausência de seu calor me congela
Eu observo as ondas, que contra nossos corpos se lançam
Onde eram dois, agora há um, mas em breve me juntarei a ela.

Eu me entrego à morte, me acalme com o sono sem fim!
As águas cobrem o assoalho, formam um manto de luto
O doce som de sua voz me chama do outro lado, e digo sim!
Naufrago contigo, e agora, somente o silêncio escuto.

Inserida por Alex666