Rhozemyr Manfreddine: “BORBOLETAS SELVAGENS” Eu achava que...

“BORBOLETAS SELVAGENS” Eu achava que seria para sempre Mas, o para sempre acabou. Minha rua ficou sem endereço E, minha casa flutuou! Eu achava que seria amor e... Frase de Rhozemyr Manfreddine.

“BORBOLETAS SELVAGENS”


Eu achava que seria para sempre
Mas, o para sempre acabou.
Minha rua ficou sem endereço
E, minha casa flutuou!

Eu achava que seria amor eterno
Mas, o eterno teve fim!
As borboletas ficaram selvagens
E, brotou uma dor em meu jardim.

Eu achava que seria infinito
Mas, o fim chegou sem avisar.
Me perdi em mim dentro do peito
E, a tristeza foi me visitar.

Eu achava que seria toda a vida
Mas, a vida não quis mais viver!
E um sentido sem sentido trouxe,
1000 momentos para esquecer.

Eu achava que seria mais sincero
Mas, a dúvida me questionou!
Insiste em não notar o seu desprezo,
Por acreditar no meu amor!

Eu achava que seria para sempre
Mas, o para sempre teve fim.
Me perdi em mim dentro do peito
Sou tôdo seu, e nada de mim.

Inserida por Manfreddine_10