Kleber Plinio: O SILENCIO Por tantas cheguei e te...

O SILENCIO
Por tantas cheguei e te busquei, e o que mais ouvia era o silêncio, e esse momentaneamente foi interpretado como descaso, com desdém, com os anos percebi que o silencio é por vezes a melhor resposta pra uma pergunta, um momento ou algo que não se deva responder prematuramente.
Com a distancia, a maturação e a separação, aprendemos que o silencio é uma regra de convivência, pois pensar no que se vai dizer, responder, pode sim aliviar uma serie de problemas e consequências, sendo cada palavra dita, ser uma e ter uma energia, uma força e sem contar com diversas interpretações, sendo a fala algo forte e nobre, e a forma e o silencio uma fonte energia, saber usá-la é uma arte.
Sendo mister afirmar que não devemos nos queixar, nem tão pouco usar palavras que não atraiam coisas negativas, que transmitam e projetem sombras restritiva, pois esta reproduzirá ao seu redor tudo o que tenha fabricado com as suas palavras carregadas de energia negativa.
Quando não temos algo de positivo e útil a dizer, o silencio é nosso melhor amigo, sendo pois, melhor não falar nada. Hodiernamente, esquecemos da famosa via de mão dupla, onde tudo que vai, retorna com intensidade maior ou igual, esquecemos dos espelhos, devemos aprender a ser como um espelho: já que este recebe e reflete, e que essa seja a energia positiva.
A vida já nos dá , diariamente o melhor exemplo de um espelho – O universo, o cosmo, onde este aceita, sem regras e condições,todos nossos erros, pensamentos, emoções, palavras e ações.
Devemos pois,por onde passar e viver, enviar o que desejamos, o reflexo da nossa energia, não importando em que momento ou situação estivermos.

1 compartilhamento
Inserida por kplinios