Guilherme Câmara: Indignado com bom-mocismo de certos...

Indignado com bom-mocismo de certos medíocres puxas sacos cacifados ou não da atual administração, tenho uma sensação de desprezo pelos vendidos ou corrompidos pelo poder do dinheiro dos cofres públicos sejam estes Comissionados ou militantes que esperam receber migalhas em troco de seus discursos utópicos .
Esses puxas sacos possuem valores políticos, infelizmente, vendem ou alugam seus talentos pessoais em troca de dinheiro fácil, favores e privilégios.
Nos últimos tempos vemos figuras que sobrevivem do seu passado sem gerar nada de novo no campo político são pseudo-intelectuais. Ou seja se apagaram e se tornaram meros vendedores de apoio a quem tem trocados e privilégios a lhes dar para que eles falem em favor de seus patrões
Ao invés de falarem sobre a verdade, inventam mentiras para ilustrar a verdade de forma distorcida e condizente com o pensamento do patrão que lhes paga e aquém eles devem obediência.
Há ainda, muitos pseudo-intelectuais que, julgando-se, acima dos pobres mortais, colocam-se como donos da verdade e contemplam a tudo isso na espreita arrotando o quanto os outros que deles discordam são burros e ignorantes.
Estes também não nos convencem, pois se vendem a suprema falta de bom senso e mal uso de sua inteligência.
Os pobres ignaros tupiniquins que antes se deixavam comprar por espelhos e outros artefatos agora se deixam comprar por idéias rasas e mal alinhadas com a realidade dos fatos vendidas por esses lacaios oportunistas de toda sorte.
Podemos ver e ouvir dia e noite esse tipo de conversa fiada, que a internet repete à exaustão tornando tudo isso num ciclo vicioso. Lembrem-se que ainda vivemos num território com 15 milhões de analfabetos e outros tantos que mal conseguem assinar o nome ou interpretar um texto simples e mesmo assim detém diploma de universidades de fundo de quintal.
Nós, tupiniquins que temos que sobreviver nas nossas precárias circunstâncias, anos-luz dos países realmente desenvolvidos satisfeitos com a nossa insatisfação?
Se estamos felizes com isso, ora, então vamos deixar de brigar pra mudar um pouquinho as coisas nessa política de pão e circo.
Afinal de contas, se assim o for, não nos resta mais nada, a não ser aceitar essa condição de mediocridade inertes em frente ao computador aplaudindo gente dessa laia. Eu me recuso a fazer isso e você?

1 compartilhamento
Inserida por guilhermecjr