Ops! O pensamento foi removido e não pode ser encontrado no Pensador.

Outros pensamentos que podem interessar:

Em meio ao caos flutuante
Ouço só o meu vazio.
Minha alma contorce-se de frio,
Teu gás impulsiona incêndio fulminante.

Da dor sem trégua me cobri,
Em meio a fogo, sumiste
A deusa morte agora assiste
Entre cinzas e sombras o perdi.

O desespero no andar de baixo,
Toda fuligem visível se dissipa.
Teu corpo, agora sem vida.
Procuro consolo, não acho.

Ao passo descalço do rancor,
As lápides te trazem no prefácio,
Outrora feito inoculado,
Perdi em mim teu fulgor.

E ao perpassar dentre estes mármores eternos
Estive comigo a pensar,
Se amou-me ou há de amar
Até tuas carnes perderem os méritos.

Perdoa-me pela fúria indomada,
Acostumei-me com a lama,
Fiz do chão leito e cama,
Perdoei-te pela vida estragada.

Direciono o olhar a estas mesmas plantas mortas,
Te enxergo distante,
Olhares oscilantes,
Guardei meu inferno e abriste as portas.

E como todo filme de terror tem um fim,
Vens a mim, submergindo,
Despeço-me, sorrindo.
Vivo estás, mas não para mim.

Thaylla Cavalcante
Inserida por ThayllaCavalcante
1 compartilhamento

Iridescência

O que é a vida se não um enigma
Um jogo de esgrima sem vencedor
O que é a vida se a gente não finda
De uma vez por todas o que começou

O que representa esta grande impotência
Da loucura desvairada
Que teu pai te proporcionou
E em qual esquina esteve marcada
Esta promessa que tu nunca concretizou

Nesta eloquência desvairada
Encontrei meu salvador
Entreguei a ti, tudo que de mim sobrou,
Não que fosse muito, sei, sou quase nada

Mas se nada sou, eis-me aqui entregue
Torcendo pra não ser tomada,
Ainda assim, cá estou, abandonada,
Desejando-te da alma à epiderme.

Porque sim, tenho mil amigos
Uma estante repleta de livros e Cd’s
Sim, tenho mil e um escritos,
Mas só um poema é sobre você

E este tem-me sido um companheiro incansável,
Na batalha das decepções que o presente da vida veio a ser
Desde então colmei-me de difíceis escolhas e percebi
Nada mais será bom o bastante sem a dádiva de te ter.
Nada sou perto de tua iridescência admirável.

Conheço uma única pessoa
Capaz de emanar todas as cores mesmo sem permitir
Tens sido excepcional ao ponto de me refletir.
Pois sei, é preciso arriscar pra se libertar,
Prometo estar aqui enquanto decidires ficar.

P.S: Fica!

Thaylla Ferreira Cavalcante

Thaylla Cavalcante
Inserida por ThayllaCavalcante
1 compartilhamento

Confissões de passageira

Cá estou, na janela do avião,
Admirando a luz energizante deste sol que nos ilumina,
Analisando os prós e os contras de manter-te em minha sina,
Comparando-te a esta imensa vastidão (de ambos, conheço tão pouco!)

Longe de ti, o mundo parece vago,
Vivemos um romance nunca escrito,
Mas, ah que autor maldito!
Mantém-te longe de tudo que trago.

Até meu cigarro tornou-se morno
Quero tua boca, o gosto do teu corpo,
Descobrir em ti caminhos, desses que conheço pouco.
Devolva-me o o prazer de uma vida sem você!

Como um sopro de epifania traduzo tuas línguas,
Minhas mãos leem-te como braile,
Te acariciam de um jeito que bem sabes,
Ainda que não digas.

Hora quero-te perto,
Noutra, mais ainda
É loucura que não se finda,
Muito fogo pra pouca palha,
Seja meu pecado incerto.

Difícil é saber o que queres,
Mais difícil saber como podes brincar com meu pensamento
Logo eu, tão frígida no assunto sentimento...
Já não sei mais a que santo rogo para atender minhas preces

Teu corpo atrai,
Tuas curvas enlouquecem,
Conheço-te por completo sem nunca ter-te tocado.
Trago-te comigo, em minha pele gravado.
Tuas palavras me aquecem
Meus lábios de ti não saem.

És minha contradição favorita,
Anseio-te de cabelos assanhados
Nossos corpos suados, colados,
És o paraíso que mais me excita

Quem tem sentimentos sabe que vive a perecer...
Sou louca por ti, mas imploro,
Me ame, me use, me tenha,
Só não faça-me enlouquecer!


Thaylla Ferreira Cavalcante (Sou nós)

Thaylla Cavalcante
Inserida por ThayllaCavalcante
1 compartilhamento