Amanda Nascimento Guimarães: Aquela menina era do tipo que a vida...

Aquela menina era do tipo que a vida sacode e orienta, sempre vivendo antes da escolha... Como entrar em uma festa ser ter tido a chance de dizer "sim", de aceitar o convite, de se preparar para ir...

Como se não bastasse entrar na festa sem ter ainda aceito o convite ela perdeu o ritmo algumas vezes durante a dança. Ela tinha apenas dezessete anos e suas mãos e pernas tremiam... Fato! não posso culpa-la se a musica que tocava não tinha ainda aprendido a dançar...

E bem sei que me incomodei algumas vezes com sua total falta de maturidade e preparo para ocasião, mas quem entra em festa revervada para maiores aos dezessete anos não é do tipo que se preocupa com as conseqüências.

Quem cursou psicologia a entenderá, aliás, quem entrou no curso de psicologia aos dezessete é que a entenderá... Quem teve uma adolescência bastante infantil a entenderá... Não, acho que não... Apenas quem já enlouqueceu ou achou que iria enlouquecer em algum momento da vida é que realmente a entenderá...

Conto também que meninas de dezessete anos que entram na festa antes de aceitar o convite são as mesmas que ficam até o fim e que se lançam no mundo... Erram o passo até a dança ficar agradável, hora porque aprendeu o jeito certo e hora porque todos se convencem que o jeito esquisito também é muito interessante...

Me incomda, me dói a alma ver que ela as vezes ela chora antes mesmo de tentar e as vezes sorri também antes de ganhar...Primeiro é sempre o drama e depois a tentativa... O que posso fazer por ela se o vento é que a orienta?
Entre tantas meninas que aos dezessete são lunáticas e sem ritmo, ela foi escolhida e superou tantos que não ficam até o final, dançando quando muitos se cansaram...
E seu olhar? os meus olhos eram mais claros, mas teu olhar era mais penetrante, por quê?
E seu riso? a minha voz era mais alta, mas seus risos eram mais penetrantes, por quê?
E seu verso? meus poemas eram mais sofridos, mas suas palavras eram mais penetrantes, por quê?
E porque ela aprendeu a chorar se vivemos as mesmas coisas? por q ela treme e eu nao?

1 compartilhamento
Inserida por mandinhang