Larissa Larrama: Um Pouco Tarde Demais “É incrível,...

Um Pouco Tarde Demais

“É incrível, como as pessoas passam a te valorizar quando te perdem. Ontem, depois que você foi embora, fiquei pensando. Pensei, em tudo que a gente viveu, todos os momentos juntos... E me perguntei porque você teve que estragar tudo. A gente poderia ter sido feliz, a gente poderia ter vivido muito mais, mas você tem todo esse egoísmo e tem essa necessidade doentia de oferecer amor e depois tirar. Deve ser divertido me magoar né? Sei lá, tava me perguntando isso. Eu sei que suas palavras “estou arrependido”, foram da boca pra fora, sei que não está arrependido... Mas, acredite, você vai ficar. Agora, você olha pra mim e me ver só como mais na sua lista de conquistas. Mas, espera. Um dia você vai acordar e vai sentir falta do meu abraço, do meu corpo, vai se perguntar por onde anda todas as pessoas que te amavam e vai se tocar de que a única pessoa que te amava era eu, o resto só te aturou. Você vai pegar sua lista de idiotas que você enganou e vai ligar pra todas elas, mas elas estarão desligadas demais pra atender seus caprichos, daí você vai me ligar mas eu estarei ocupada demais pra te atender, eu vou estar vivendo minha vida, aquela que algum tempo atrás você fez o favor de acabar. Você vai ver nossas fotos e vai lembrar dos nossos momentos, vai sentir falta deles, mas eu já não vou mais querer vivê-los. Você vai vir até a minha casa e eu vou lembrar de ontem a noite, quando você veio aqui mentir para mim. Você vai me perguntar se é normal sentir uma tortura pela falta de alguém, e vai me dizer que já não consegue mais sem mim. Eu vou olhar pra você e vou pedir pra você procurar suas outras opções, afinal eu era sua milésima opção né? Então, vou pedir pra você procurar aquelas biscates que estavam ‘acima’ de mim, e você vai, mas, vai procurar em cada uma delas, eu. Vai procurar, meu cheiro, meu olhar, meu abraço, minha boca, minhas palavras, meus beijos e aí finalmente, você vai perceber que tudo isso já não pertence mais a você. Eu vou topar com você por aí e você verá um lindo sorriso no meu rosto, um lindo sorriso de amor-próprio. Pois é amigo, eu te disse, te avisei pra se decidir, falei que uma hora alguém ia aparecer, alguém muito disposto a me fazer feliz enquanto você brincava de não saber o que quer. Agora, reza, reza pra alguém não te fazer passar o mesmo que você me fez. Quanto a mim? O tempo vai me fazer forte, e eu só tô esperando o dia que você vem aqui bater na minha porta, eu vou te olhar e vou sentir apenas pena de você, nem desprezo, nem raiva, nem ódio... Só pena. Pois é, te avisei. Um dia suas palavras serão verdadeiras, um dia você vai estar realmente arrependido. Mas aí, será um pouco tarde demais.”

1 compartilhamento
Inserida por Larrama