Larissa Larrama: Noites e Dias; Torturas “Me reviro nos...

Noites e Dias; Torturas

“Me reviro nos lençóis, mais uma vez. Ultimamente, as noites têm passado tão devagar, são tão longas, passam arrastando. Todas minhas noites sem você são assim, uma tortura só. E os dias? Bom, os dias só servem pra que eu não vire um zumbi. Acho que a única coisa que falta pra transformação total, é o físico. Sim, porque no psicológico, já sou uma zumbi. É; eu vagueio por aí, sem rumo, sem sentido, sem direção, sem motivos... A procura de você, só isso, é como se eu precisasse me alimentar da sua presença, mas ela tá cada vez mais rara, cada vez mais distante. Eu nem sei por que ainda insisto em levantar da cama... Sei lá, vai ver que sou masoquista, vai ver que eu goste de sofrer. Ou talvez, eu tenha uma fé cega, como a de uma pessoa desesperada; acho que tenho a esperança de que eu tope com você em qualquer virada de esquina. Seria do mínimo perturbador, acho que eu te agarraria e não soltaria mais... Como um zumbi, precisando o mais rápido possível da sua presença, do calor do seu corpo, do seu abraço, precisaria te sentir. Talvez um dia, quem sabe, a gente se encontre por aí, provavelmente você estará casado e eu estarei saindo de alguma reabilitação, reiniciando minha vida. Mas bem, talvez nesse dia, nós sentemos e conversemos, e talvez eu te agradeça, te agradeça por você ter me dado os melhores momentos de minha vida, por você ter me salvo, por ter me ensinado a viver, por ter me ensinado sorrir, mesmo você sabendo que você arrancou tudo isso de mim depois de ter posto em minhas mãos, eu ainda sou agradecida. É, talvez um dia isso aconteça, se a dor se atenuar. Mas, isso faz parte de um futuro distante que talvez nem exista. Nesse meu presente torturante, perturbador, a única coisa que eu quero saber, é onde eu errei. Enquanto isso, eu vou cuidar de minha sanidade mental, não quero correr o risco de virar um zumbi por culpa sua.”

1 compartilhamento
Inserida por Larrama