Marinho Guzman: Os anos insanos e os danos. A tristeza...

Os anos insanos e os danos.

A tristeza de perder alguém não deveria permitir esquecer a lembrança de tê-lo possuído.
Mas a vida não é só poesia e nem pode ser tocada de novo como uma música.
O que passou passou e, nada do que foi será, de novo como já foi um dia.
A presença de Deus se faz mais presente nas horas difíceis, nos dias tristes, nos últimos anos e quando amamos.
Fica aí a letra da música que eu gostaria de ter escrito e que é uma inspiração.
Do Lulu Santos e Nelson Motta

Como Uma Onda

Nada do que foi será

De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas

Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é

Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir

Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar

Nada do que foi será

De novo do jeito
Que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas

Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é

Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir

Nem mentir pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre

Como uma onda no mar

Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar

1 compartilhamento
Inserida por marinhoguzman