Formatura Ensino Médio

Cerca de 77 frases e pensamentos: Formatura Ensino Médio

O Ensino Médio dura apenas três anos, mas os bons frutos nele colhidos durarão para o resto de nossas vidas.

Prof. Kilme Bezerra
Inserida por KILMEBEZERRA

Se eu não tenho ensino médio completo, sou tão burro que não posso arrumar um trabalho para dobrar roupa,mas para ser candidato a um cargo político eu só tenho que saber ler e escrever.

Jason Notifies Wallace
Inserida por jasonwallace1991

Eu prometi a mim mesma não me apaixonar, é como decorar pra uma prova no ensino médio, você estuda, estuda e quando chega a hora, dá um branco e você faz aquilo que vem a mente.
Eu disse que nunca me sentiria triste, dizia "os homens são um
a farça", eu mantive isso no pensamento até seu primeiro abraço, foi como água fervente, evaporou, tudo o que eu aprendi com os meus próprios ensinamentos foi embora, e hoje eu tento uma nova história, pode não durar muito e eu me enganar outra vez, mas dessa vez, pode ser a diferença que eu esperava em alguém e não encontrei em você.

Jéssica de Oliveira
Inserida por JessicaOliver19

Teve um dia quando estávamos fazendo o trabalho para apresentar no ensino médio. Foi quando você me deixou...
Não é história de amor adolescente, é porque eu e ele, estávamos meio que predestinados a sermos um do outro.
Real oficial, nossos pais eram melhores amigos e, em uma conversa com minha mãe perguntei porque tinham dois nomes escritos, em uma sequência de outros, intitulados “as pessoas que não convidei para o meu casamento” e era teus pais.
Fiquei sem acreditar que os dois últimos anos foram necessariamente desperdiçados, talvez por não nos abrirmos.
Então te encontrei na faculdade, te mostrei meus documentos e era como se não nos conhecêssemos mais. Era um balançar de cabeça e discretamente uma aproximação. Não estávamos como antes, quando éramos melhores amigos. Eu não sinto nada, não fico triste, porque eu sei que você pensa em mim.

Rafaela Hipólito
Inserida por pensamentoshc

Os alunos do ensino médio se surpreender com a passagem do mito grego para o conhecimento filosófico. Mas fico mais surpreso com a quantidade de mitos ainda hoje existentes.

Ricardo de Moura Borges
Inserida por RicardoMoura

Certa vez um professor me falou que o último ano do ensino médio é para você ser mais maduro e deixar de fantasias. Mas para mim, que sou uma aprendiz de escritora, a fantasia anda lado a lado comigo, nos livros que leio e nas palavras que escrevo.

G-Islier
Inserida por G-Islier

Quando se esta no ensino-médio tudo é novidade e diversão, muitas vezes parece que o mundo gira ao seu favor; grupos de amigos, paqueras e brigas. Cada dia com um tipo de roupa e conversa diferente, cada dia conhecendo e odiando varias pessoas. É ali onde tudo tem sentido no seu mundo. Mas terá um dia em que você acordará e perceberá que tudo aquilo hoje se resumi em fotos e videos guardadas em pastas perdidas em seu computador.

Fellipe Augusto
Inserida por fellipeaugusto

Foi em uma rara noite chuvosa de dezembro, final de ano, fim do ensino médio. Eles foram deixados, propositalmente, para trás, e riram, satisfeitos com a situação. Martini, cereja, moedas, sorriso, silêncio.
- Vam'bora daqui? Esse cara cantando tá me deixando doida!
Passos incertos em meio a calçada deserta, chuva, vento, liberdade. O silêncio fez mais pelos dois que qualquer frase ensaiada, era mútua a confiança, a cúmplicidade. Passaram juntos por mil situações ao longo do ano, sem jamais precisar falar demasiadamente sobre nenhuma delas, era o olhar, era o sorriso, e bastava. Riram de tudo, deixaram-se enxarcar e chover também, nessa noite não era só do céu que caíam as gotas, a presença dele coloria o céu nublado e aquecia a outra alma deserta, fugitiva. Contaram passos, casos, passado. Cantaram, sentaram no meio da madrugada da cidade. Relembraram, planejaram, enterraram.
Tiveram chance e até intenção de ir além, por instantes imaginaram soltar-se e deixar os instintos e os impulsos agirem, e quem sabe, um leve toque de lábios, uma leve mudança de hábitos, de quem-sabe-o-quê, porque isso é normal, sentiam que era, mas sempre existe alguma coisa, alguma voz lá no fundo que insiste em lembrar que consequências não desistem, e que nenhum dos dois estavam dispostos a arcar. Não havia medo, receio, teor algum de desconforto diante da presença um do outro. Havia só a chuva, o tempo correndo numa outra dimensão, não contabilizada pelos relógios de pulso, um tempo que contava um sentimento nutrido por anos em algumas horas na madrugada chuvosa daquele final de ano, inseguro e confuso.
Não sabiam, não pensava, apenas sentiam.
Cheguei em casa com cabelos, corpo e alma lavadas, o guarda-chuva que carreguei a noite inteira, continuava fechado e agora divertia a lembrança da madrugada mais livre, simples, e justamente por isso, mais incrível do meu ano.

Renata Mulinelli
Inserida por renatamulinelli
1 compartilhamento

Conheci você há dez anos, e quem
diria que aquele rapaz do ensino médio acabaria conquistando o coração da garotinha marrenta que adorava se meter em confusão.
Nunca disse o que sentia, nem você imaginava. Anos se passaram, cada um foi para o seu lado.Passei por novos amores, tantas histórias, mas nenhuma me fez esquecer daquele rapaz que me perturbava no intervalo das aulas.
A vida prega peças né?! Quem diria que nós nos reencontraríamos depois de tanto tempo e teríamos a chance de um novo começo e por vez aquele amor platônico de infância, hoje já completa dois meses de namoro.

I.C.C
Inserida por IsadoraCC

O Menino que não sabia ler


Estava no seu segundo ano do ensino médio, participava de um grupo de adolescentes que sonhavam em “fazer” teatro. De uma forma dinâmica. Sem um real conhecimento em teatro, “brincavam de fazer teatro”. João, um dos jovens, sentia uma paixão imensa por teatro. Porém não sabia ler. Conforme “brincavam de fazer teatro”, todos sentiam uma inadiável vontade de aprofundar seus conhecimentos e vivenciar o teatro. Certo dia, os jovens ouviram na rádio que no dia seguinte um diretor de teatro estaria indo aquela região propondo uma oficina de teatro. Todos ao saberem da noticia, planejaram em procurar o diretor assim que chegasse a região. João, por saber que tinha uma grande dificuldade em sua leitura, não estava tão entusiasmado como os outros jovens, sabendo ele que iria passar o maior transtorno de toda sua vida. No dia seguinte os jovens então se juntaram em uma pequena praça, em seguida foram procurar o diretor. Todos muito felizes por saberem que iriam participar de sua primeira oficina de teatro, foram correndo até o diretor. João, pelo fato de não saber ler, não estava tão entusiasmado. Ao chegar ao diretor, os jovens estavam interagiam entre se enquanto o diretor conversava com um senhor de idade. O diretor, ao ver toda aquela barulhada, foi até os jovens. - Com licença, que barulheira é essa? (Um dos jovens respondeu um pouco gaguejando e nervoso). – Olá senhor, ontem ouvimos na rádio que o senhor viria para cá com a proposta de uma oficina de teatro. – Sim, e percebo que vocês estão interessados. (Disse o diretor). – Sim senhor! O que fazemos pra participar dessa oficina? (Perguntou o jovem ao diretor). – Vocês tem que preencher esse papel. Por fim todos terminaram de preencher os papeis e entregaram ao diretor e de fato João foi o último a entregar. O diretor pediu que todos viessem no próximo dia para a primeira aula. (Passou-se um dia e todos estavam lá). – Bom dia! Vejo que todos vieram. Ainda hoje distribuirei as cenas de cada um. (Disse o diretor). João, por saber que teria a maior dificuldade em aprender o texto ficou ainda mais triste. (O professor fez algumas dinâmicas teatrais e logo em seguida entregou as cenas dizendo). – Peço que todos venham com o texto decorado amanhã e que tentem e que façam experimentações. (Passou-se mais um dia). O diretor fez um semicírculo e pediu que fossem de um em um e mostrasse a todos o que conseguiu. (Todos os Jovens foram faltando apenas o João). – Sua vez João. (Disse o diretor). (João levantou-se do chão e foi para o centro do circulo). – Pode começar João! (Indagou o diretor). João estava muito nervoso e ainda com o texto na mão. – João? Algum problema? (Perguntou o diretor enquanto João permanecia calado). O diretor chamou João até uma sala. João, conte-me o seu problema?! – João estava muito nervoso. – Eu não sei ler! (Disse João surrando). O professou não entendeu e pediu que João falasse mais alto. – Eu não sei ler! (Disse João). O diretor foi com João até o semicírculo e despencou todos exceto João. – João venha comigo. O diretor pegou um pequeno livro explicou a João algumas coisas sobre literatura e disse. – João, tente ler esse livro e traga-me amanhã. – Quanto ao texto? (Perguntou João). – Esqueça o texto. Apenas tente ler esse livro e conte-me sobre ele amanhã. (Disse o diretor). João foi para casa. Ao chegar a casa, a primeira coisa que João fez foi pegar o livro em sua mochila e com grande dificuldade leu o livro por completo com apenas algumas explicações que o diretor tinha lhe proposto. (Passou-se mais um dia). – Então João? O que achou do livro? (Perguntou o diretor a João). E então João o explicou detalhe por detalhe. Quando terminou a aula o diretor foi até uma sala e voltou com outro livro na mão. – Tome João, leia esse outro livro e explique-me sobre ele amanhã. (João pegou o livro e saiu). Passaram-se alguns dias e toda vez que terminava a aula o diretor entregava um livro a João. Num certo dia o diretor não entregou um livro a João, entregou a cena que tinha proposto a João na primeira aula e disse. – Tome João, dessa vez não lhe dou um livro. Dou-lhe essa cena a qual tinha lhe proposto antes. João pegou o texto e foi pra casa. (Passou-se mais um dia). João foi o primeiro a chegar à oficina, contente por ter aprendido ler e por ter decorado o texto que o diretor tinha proposto. A cena de João foi impecável. Nisso João tomou amor pela literatura e tornou-se um grande escritor.

Marcos Martins Senhor do Bonfim BA 26022015 03h48min
Inserida por marcosmarctins
1 compartilhamento

Certa vez, em uma dessas aulas de ensino médio, em plena segunda feira, a professora pediu para que colocássemos no papel o que sentimos ao ter a primeira impressão de algo ou alguém, e o que o tempo nos levou a acreditar sobre essa primeira impressão. Foi então que eu escrevi algo desse tipo...

"Ao ver pela primeira vez
Somente observei
Nada pude concluir
Nem tão pouco deduzir..
O tempo, após passar
A conclusão não foi de admirar
Pessoas?
São como as árvores
Algumas espinhosas
Outras, comparadas a rosas"

GabrielaOliveira
Inserida por GLaryssaOliveira

O ensino médio nada mais é que um guia básico de sobrevivência na sociedade.

Tiago Amaral
Inserida por TiagoAmaral

A reforma do Ensino Médio não deveria visar a melhora das relações interpessoais que são violentas demais no ambiente escolar?

Claudeci Ferreira de Andrade
Inserida por Kllawdessy

Primeiramente, boa noite a todos, gostaria de agradecer pelo privilégio de ser o orador de nossa turma nesta noite. Em nome dos formandos gostaria de agradecer a presença de todos que estão aqui, todos aqueles que se disponibilizaram para participar desta ocasião tão especial.
Hoje concluímos mais uma etapa de nossas vidas e esta, sem dúvidas, é apenas uma das tantas vitórias que estão por vir.
Ao longo de todos esses anos na escola convivemos com muitas pessoas. Professores e colegas vieram e se foram e deles levamos apenas as boas lembranças conosco. Hoje é também um dia de despedidas. Talvez amanhã ainda nos falemos, mas e daqui a uma semana? Ou quem sabe daqui a um mês. Será que nos reconheceremos daqui a 10 anos? Pois é, a vida nos separa, mas as memórias permanecem, os bons momentos que passamos juntos não nos abandonam. E daqui a alguns anos nós iremos olhar para trás e iremos pensar "onde está a minha turma do ensino médio?" E será neste momento que os corações irão apertar e as únicas coisas que teremos para nos agarrar serão nossas lembranças e a saudade.
Certa vez o filósofo Olavo de Carvalho disse “Há coisas que são boas por alguns instantes, outras por algum tempo. Só algumas são para sempre" e o que poderia ser a escola se não um conjunto desses momentos que serão eternos em nossas mentes? A escola foi o nosso primeiro desafio, local de nossas primeiras interações sociais, também foi o local onde começamos a ter responsabilidades, mas acima de tudo foi onde tornamo-nos quem somos.
Na física existe uma teoria chamada Teoria do Caos, ela fala sobre como acontecimentos aparentemente irrelevantes podem vir a ter consequências gigantescas no futuro. Uma das frases mais célebres sobre a mesma é aquela que diz “O bater de asas de uma borboleta no Brasil seria capaz de causar um furacão no Texas”.
Parece um tanto absurdo, mas foi exatamente o que nos ocorreu, os sussurros do passado que diziam “corra atrás, estude, siga em frente, você é capaz” tornaram-se furacões e mudaram nossas vidas. E todos esses acontecimentos fizeram com que estivéssemos aqui hoje.
É engraçado como durante anos nós contávamos os dias para as férias, mas desta vez foi um pouco diferente, quando íamos pedir por férias nós tivemos uma epifania, não haverá férias, não haverá rematrícula na escola, não haverá compras de materiais novos. Para serem férias é necessária uma data para voltar, e desta vez não voltaremos.
Esperamos concluir a escola durante tanto tempo, que agora, no fim, vemos quanta falta ela nos fará. Sentiremos saudades das risadas, das brincadeiras, até mesmo dos puxões de orelha, mesmo que esse último nem tanto, sentiremos saudades do local, do cheiro dos livros novos, e sem dúvida alguma, do lanche também.
Passamos muito tempo aprendendo, e aprendemos. Aprendemos a ler, a escrever, aprendemos que 1+1 são 11, e que dom Pedro 2° descobriu o Brasil. Ou não? Será que foi isto mesmo? Bem talvez, mas o aprendizado nunca termina, pois o conhecimento é a única coisa que levaremos sempre conosco.
E por fim não gostaríamos de apenas dizer um obrigado, é muito simples, a gratidão que sentimos não poderia ser traduzida em apenas uma palavra. Nós somos gratos a todos aqueles que passaram por nossa vida. Pais, professores, colegas, sem vocês nada disto seria possível. Mas como faltam palavras para expressar este sentimento, encerro com um obrigado, ou não, melhor, muito obrigado, por tudo.

Vinícius Becker
11 compartilhamentos

A nossa caminhada apenas começou

E com muita alegria que apresentamo-nos aqui hoje, embora seja para despedirmo-nos, a alegria permanece em nós.
Somos pessoas completamente diferentes,mas com uma história em comum.
Hoje somos finalistas,mas nem sempre foi assim. Quando entramos nesta escola, foi acima de tudo uma fase de adaptação. Adaptação à uma escola maior, à novos colegas, novas e muitas disciplinas e professores exigentes. Mas com a ajuda de todos aqui presentes,à nossa família, dos professores, dos funcionários, dos nossos amigos, ultrapassamos a cada dia esses desafios.
Nada foi fácil e aprendemos que nada será. Aprendemos entre muitas coisas, que a pontualidade e assiduidade são importantes, que as regras são para ser respeitadas, que devemos ser solidários uns para com os outros, que devemos fazer valer a nossa voz, que sem esforço não se vai a lado nenhum, que o que alcançamos hoje é só uma pequena parte do que ainda podemos alcançar.
A nossa caminhada foi longa e dificil. Mas conseguimos chegar aqui e este é o fruto de nosso esforço. Portanto colegas, tenhamos sempre em nós essa força de vontade e persistência que nos trouxe até aqui.
Hoje despedimo-nos,com a certeza de dever cumprido. Mas em breve tentaremos esconder de todos que sentimos saudades de nossa escola,afinal, é aqui que passamos maior parte de nossos dias. não sentiremos saudades somente da sala,mas dos corredores, dos trabalhos que faziamos no último dia de entrega, sentiremos saudades de todos os cantos da escola que de alguma forma fomos felizes.
Passamos de alunos que vão à escola porque alguém os mandou à alunos que vão à escola a busca de um futuro promissor.
E daqui a alguns anos, não muitos anos, prometemos outro encontro como este, mas ao em vez de uma faixa receberemos um diploma. e quando isso acontecer, lembrem-se que só foi possivel pela interseção de cada um de vós.
Não nos resta mais nada a não ser agradecer.
Os nossos agradecimentos vão...:
Aos nossos pais:pois são os pilares de nossas vidas. o nosso primeiro insentivo para frequentar à escola e dão nos motivação a cada dia. agradecer por olhar por nós em todos os momentos.
Achamos que sabemos muito mas ainda não aprendemos nada que possa substituir o simples obrigado.

Aos pais ausentes: nossa homenagem àqueles que partiram,pais, mães, irmãos, parentes, deixando a lembrança de suas presenças. que onde quer que estejam sintam-se orgulhosos dos grandiosos passos que demos e daremos.

Aos amigos e colegas: no início, unidos apenas por um objectivo comum. Com o passar do tempo vieram os compromissos, as amizades, as diferenças mas soubemos conviver e respeitar-nos.
Colegas, muitos desafios nos esperam. Temos ainda muito à conquistar. E este é o momento de comemorar juntos nossa primeira conquista,que abre a porta de nossa mais nova importante etapa da vida.
E por tudo a saudade há-de ficar.

Aos professores: que todos estes anos transmitiram-nos ensinamentos,não só didáticos mas também da vida cotidiana. Que souberam dar-nos bases para prosperar em nossos caminhos,e as devidas sanções pelos nossos actos.
Tivemos em vós não só professores mas também amigos.

Agora com esperança de grandes sucessos,seguimos nesta nova etapa de nossas vidas pois a nossa caminhada apenas começou.

Diana V.C.
3 compartilhamentos

So tenho a agradecer cada um que esteve comigo nesta noite, eu nao imaginava como iria ser incrivel tudo isso, obrigado amor e amigos, voces sao uma parte muito importante de mim

formatura, despedida
Inserida por GuilhermeMentone

Formatura, momento único, onde as sensações vividas são únicas e inexplicáveis, pois é momento de deixar as lágrimas e os sorrisos falarem e transparecer a alegria das batalhas vencidas, das dificuldades superadas e contemplar o brilho resplandecente da conquista alcançada.

Lindomar Batista
2 compartilhamentos

Ser conduzida, toda orgulhosa, por meu amado pai no dia da minha formatura; uma maneira de recompensá-lo por todo o incentivo, por todo o sacrifício legado em prol da minha vida profissional.

Servamara
2 compartilhamentos

Minha mensagem de formatura

Lembro-me das historias que ouvia quando era pequena e não entendia qual sentido delas, hoje percebi que cada uma tem um significado e deles retirei alguns aprendizados para minha vida: Chapeuzinho Vermelho disse que a estrada é longa e deserta; com a Bela Adormecida aprendi que, quem dorme demais não ver a vida passar; a Cinderela me ensinou a não desistir dos meus sonhos, pois eles não caberiam em mais ninguém, como um sapatinho de cristal; a Branca de Neve me ensinou que se tenho amigos, jamais estarei sozinha; e finalmente com A Bela entendi que enfrentarei feras na vida, mas que isso não me impeça de realizar o meu final feliz.

Nadjane Moraes
2 compartilhamentos

Formatura, momento de festejar a vitória alcançada, momento de despedidas, momento de agradecimentos,momento de parar no tempo e relembrar o filme construído durante o caminho percorrido e refletir que alcançamos apenas um degrau dentre várias outras vitórias que virão no porvir que irão somar para formar os degraus que nos levarão ao alcance dos nossos objetivos, refletir que precisamos manter a fé, conserva-nos firmes, sempre embasados na humildade, no amor e respeito ao próximo.

Lindomar Batista
2 compartilhamentos