Praticamente todo ano, desde 1966, Woody Allen lança um novo filme. O diretor já disse que, do lado de sua mesa de cabeceira, tem um caderno onde anota ideias para filmes constantemente, escolhendo entre elas depois.

Ele coleciona indicações ao Oscar de roteiro e muitos dos seus filmes combinam com a personalidade do diretor: são polêmicos. Selecionamos suas produções mais estranhas e exorbitantes para que você conheça essa faceta do diretor hollywoodiano. 

1. O Escorpião de Jade (2002)

filmes polêmicos de woody allen

Um investigador de seguros interpretado pelo próprio Allen tem a mente invadida por um ladrão com poderes hipnóticos. Sem os dramas identitários e diálogos inteligentes de costume, o filme não passa de uma comédia vazia, entediante e sexista. O próprio diretor disse em entrevista que considera este o seu pior filme.

Chris: Você sabe, há uma palavra para pessoas que acham que todo mundo está conspirando contra elas.
CW Briggs: Eu sei, perceptiva.

(O Escorpião de Jade) 

CW Briggs: Há um baralho de cartas com mulheres nuas sobre ele.
Laura Kensington: Deixe-me adivinhar, você usa para jogar paciência.
CW Briggs: Eu costumava namorar o seis de espadas.

(O Escorpião de Jade) 

2.Tudo Pode Dar Certo (2009)

filmes polêmicos de woody allen

Boris é o protagonista interpretado por Larry David, o polêmico e falastrão criador da famosa série Seinfeld, que deixa claro em vários momentos do filme, falando com o espectador, que ele não fará ninguém sentir-se bem. A personagem ultra sincera de Boris, já idoso, se envolve com uma garota super jovem chamada Melody, e este é só o começo dos “escândalos” que circundam o roteiro.

Eu odeio as celebrações de Ano Novo. Todo mundo desesperado para se divertir. Tentando celebrar de alguma forma patética. Comemorar o quê? Um passo mais perto do túmulo?

Boris Yellnikoff  (Tudo Pode Dar Certo)

O amor, apesar do que eles dizem, não conquista tudo, nem mesmo costuma durar. No final, as aspirações românticas de nossa juventude são reduzidas a qualquer coisa que funcione.

Boris Yellnikoff  (Tudo Pode Dar Certo)

Marietta: Ouça, ouça. Eu quero ir a algum lugar divertido. Me leve para algum lugar divertido. É Nova York, vamos embora!
Melodie St. Ann Celestine: Boris, onde posso levá-la para se divertir?
Boris Yellnikoff: Que tal o Museu do Holocausto?

(Tudo Pode Dar Certo)

3. Você Vai Conhecer O Homem dos Seus Sonhos (2010)

filmes polêmicos de woody allen

Críticos costumam dizer que esse filme é o mais preguiçoso do diretor. A trama envolve vários personagens com dilemas existenciais, infidelidade, crises conjugais e, mais uma vez, uma atração absurda de um personagem por uma mulher mais jovem, quase beirando (se é que não), um stalker.

Os personagens não são carismáticos e as falas são forçadas em um nível que dá vergonha. No fim, parece que as polêmicas das vidas dos personagens causa bagunça à toa, porque o filme não consegue passar nada.

[Para Roy, brava, depois de conhecer Charmaine]
Ele abandonou a minha mãe por aquela barata torta? Atriz, que nada! A única atuação que ela já fez foi fingir um orgasmo.

Sally (Você Vai Conhecer O Homem dos Seus Sonhos)

Sally, não se apaixone pelo seu chefe. Esse caminho é loucura total.

Jane (Você Vai Conhecer O Homem dos Seus Sonhos)

4. Ponto Final - Match Point (2005)

filmes polêmicos de woody allen

Hit de crítica e público, são várias as abordagens polêmicas deste filme "diferentão" de Woody Allen. Há cenas eróticas, traição, uma crítica irônica à burguesia britânica (o filme se passa em Londres) e reflexões acerca de até onde uma pessoa pode ir por ganância (ou amor?).

Se a cena de uma mulher grávida sendo morta a sangue frio não for desconcertante para você, aguarde, o final é ainda melhor.

O homem que disse "Eu prefiro ter sorte do que bem" viu profundamente na vida. As pessoas têm medo de encarar como grande parte da vida depende da sorte. É assustador pensar que isso está fora do controle da pessoa.

Christopher "Chris" Wilton (Match Point)

Você tem que aprender a empurrar a culpa para debaixo do tapete e seguir em frente, caso contrário, isso vai te sobrecarregar.

Christopher "Chris" Wilton (Match Point)

5. Poderosa Afrodite (1995)

filmes polêmicos de woody allen

Mira Sorvida levou o Oscar de melhor atriz pelo papel neste filme de comédia com um tema minimamente controverso: o pai adotivo de um bebê resolve procurar a mãe biológica da criança e se depara com uma prostituta cafona. Sistema de classes, adultério, culpa e relação desestruturada com os pais são tratadas nesse filme por Allen com um humor que só ele é capaz de fazer.

Aquiles só tinha um calcanhar de Aquiles, eu tenho um corpo de Aquiles inteiro.

Lenny Weinrib (Poderosa Afrodite)

Eu vejo desastre. Eu vejo catástrofe. Pior, eu vejo advogados!

Cassandra (Poderosa Afrodite)

6. Homem Irracional (2015)

filmes polêmicos de woody allen

Um professor alcoólatra e mulherengo é obcecado pela ideia de realizar um crime perfeito. Como se costume, ele se envolve uma garota mais jovem, vivida pela nova musa de Allen, Emma Stone. A história começa a complicar em termos filosóficos de forma que nem os críticos são capazes de apreciar. A ideia de fazer algo proibido leva o homem a atitudes “irracionais” como sugere o título, e o final é de deixar qualquer um em um emaranhado moral que pode durar dias.  

Muito da filosofia é apenas masturbação verbal.

Abe (Homem Irracional)

Eu sou Abe Lucas e eu matei alguém. Eu tive muitas experiências e agora esta, única. Eu tirei uma vida humana. Não em batalha ou defesa pessoal, mas fiz uma escolha em que acreditei e vi. Eu me sinto como um ser humano autêntico.

Abe (Homem Irracional)

7. Hannah e Suas Irmãs (1986)

filmes polêmicos de woody allen

Vencedor de três óscares e sucesso de crítica, nessa trama Allen mistura drama, romance e comédia de forma, vamos dizer… Genial e louca. Uma colcha de retalhos que reúne três irmãs, cada um com seus dilemas e outros personagens envolvidos em uma aura de paixão proibida, adultério, envelhecimento.

Nesta película, Allen está constantemente “abalando” a moral do espectador mais comum. E a justificação é simples: o jeito Woody Allen de fazer personagens complexos.

Por toda minha educação, realizações e a chamada “sabedoria”, não consigo entender meu próprio coração.

Elliot (Hannah e Suas Irmãs)

[Assistindo pessoas correndo no Central Park ]
Olhe para todas essas pessoas, tentando evitar a inevitável decadência de seus corpos.

Mickey (Hannah e Suas Irmãs)

Holly: Eu amo músicas sobre vida extraterrestre, você não?
Mickey: Não quando elas são cantados por extraterrestres.

(Hanna e Suas Irmãs)

8. Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo (Mas Tinha Medo de Perguntar), 1972

filmes polêmicos de woody allen

O título já diz muito sobre este que foi o quarto filme dirigido por Allen. A sexualidade humana é explorada em sete tópicos: afrodisíacos, sodomia, dificuldades do orgasmo feminino, travestismo, perversão, pesquisas sexuais e ejaculação. O resultado é uma comédia maluca, genial e estranha, tudo ao mesmo tempo.

O réu cometeu um ato adúltero com uma ovelha -  o que é ainda mais desagradável se considerarmos  o fato de que a ovelha tinha menos de 18 anos de idade.

Juiz do Tribunal de Divórcio em Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo (Mas Tinha Medo de Perguntar)

9. Maridos e Esposas (1992)

filmes polêmicos de woody allen

Bem, o cenário era o seguinte: um professor cinquentão em crise com a sua esposa se apaixona por aluna mais nova. Exatamente o que acontecia na vida real de Woody Allen na época: acaba de se separar de sua esposa Mia Farrow (que interpreta a protagonista do filme) pois tinha se apaixonado pela… Filha adotiva dela.

O caso repercute até os dias hoje e é a maior polêmica que o diretor já se envolveu na vida. Curiosamente, ele retratou a história em filme.

Gabe : Cara, eu odiaria ser seu namorado! Ele deve passar pelo inferno.
Rain: Bem, eu valho a pena.

(Maridos e Esposas)

Você usa o sexo para expressar todas as emoções, exceto o amor.

Judy (Maridos e Esposas)

Veja, eu sempre terei essa propensão para o que chamo de “mulheres kamikaze”. Eu as chamo assim porque, você sabe, elas colidem aviões, são autodestrutivas. Mas eles colidem com você e você morre junto com elas.

Gabe Roth (Maridos e Esposas)

10. Manhattan (1979)

filmes polêmicos de woody allen

Outro queridinho dos críticos de Woody Allen, o filme é um quadrilha de amor como descreve Carlos Drummond de Andrade e seu poema homônimo. Aos amantes convencionais, não vai ser nada fácil engolir nós românticos que circundam os personagens. Um filme que tenta provar de todas as formas a impossibilidade de ser completamente feliz em um (só) amor.

Meu psicólogo me avisou, mas você era tão linda que consegui outro psicólogo.

Isaac Davis (Manhattan)

Isaac Davis: Você honestamente acha que eu tentei te atropelar?
Connie: Você pisou sem querer no acelerador enquanto eu andava na frente do carro?
Isaac Davis: Eu fiz isso de propósito?
Jill: Bem, o que Freud diria?
Isaac Davis: Freud diria que eu realmente queria atropelar ela, é por isso que ele era um gênio.

(Manhattan)

11. Zelig (1982)

filmes polêmicos de woody allen

Um filme que toca em pontos delicados da cultura mundial: assimilação judaica em culturas alheias, as contradições do sonho americano, nazistas e os podres por trás do entretenimento e das celebridades cultuadas que todos no mundo amam de forma alienada. Possivelmente entrará para a lista dos filmes mais inteligentes que você verá na vida.

Eu tenho um caso interessante. Estou tratando dois conjuntos de gêmeos siameses com personalidades divididas. Então estou sendo pago por oito pessoas.

Leonard Zelig (Zelig)

Que Zelig poderia ser responsável pelo comportamento de cada uma das personalidades que ele assumiu significa dezenas de ações judiciais. Ele é processado por bigamia, adultério, acidentes automobilísticos, plágio, danos domésticos, negligência, danos materiais e extrações dentárias desnecessárias.

O Narrador (Zelig)

12. Bananas (1971)

filmes polêmicos de woody allen

Um filme que de cômico e político tem muito. Allen esconde a acidez por trás do riso e expõe ditaduras, a mídia manipuladora, lutas populares, comunismo, fascismo, tudo numa coisa só. O protagonista vai construindo a sua personalidade “política” de forma hilária, mas o que Allen está dizendo mesmo é coisa séria. Melhor prestar atenção para entender.

Nancy: Você já esteve na Dinamarca?

Fielding Mellish: Eu estive, sim ... no Vaticano.

Nancy: O Vaticano? O Vaticano está em Roma.

Fielding Mellish: Bem, eles estavam indo tão bem em Roma que abriram um na Dinamarca.

(Bananas)

Você acredita nisso? Ela diz que eu não sou líder o suficiente para ela. Quem ela estava procurando ... Hitler?

Fielding Mellish (Bananas)

13. Memórias (1980)

filmes polêmicos de woody allen

Tão polêmico que foi um fracasso de crítica e bilheteria. Tudo porque nesse filme Allen acaba analisando toda a sua filmografia anterior, e isso inclui fazer uma imagem (não muito boa), dos críticos, dos fãs, e de toda a expectativa geral que é posta em cima do diretor, tanto o personagem, como o real. É um filme confessional que retrata vários dos conflitos vividos por Allen na época.

Entrevistador: Muitas pessoas acusam você de ser narcisista.

Sandy Bates: Não, eu sei. As pessoas pensam que sou egoísta e narcisista, mas não é verdade. Ahn, eu ... na verdade, se eu me identificasse com um personagem mitológico grego, não seria Narciso.

Entrevistador: Quem seria?

Sandy Bates: Zeus.

(Memórias)

Para você, sou ateu; para Deus, sou a oposição leal.

Sandy Bates (Memórias)

É uma loucura. A cidade está emperrada. Eu não sei, o Papa está na cidade ou é alguma outra figura do show business?

Sandy Bates (Memórias)

14. Sonhos Eróticos de Um Noite de Verão (1981)

filmes polêmicos de woody allen

Relacionamentos interpessoais, amor complicado, crises existenciais e tabus sexuais voltam como temas fortes neste filme que marcou a estreia de Mia Farrow como musa de Allen, que depois tornou-se sua mulher (e atual acusadora). Três casais com diversos problemas se reúnem em uma casa de campo e o passado de todos acaba por trazer uma reviravolta inesperada para o que seria um final de semana tranquilo.

Ariel : Como vai o seu casamento?

Andrew : Meu casamento está bem.

Ariel : É mesmo?

Andrew : Não está funcionando, mas tudo bem.

(Sonhos Eróticos de Um Noite de Verão)

Ariel : Eu não te amo.
Maxwell : Porque você não me conhece. Me dá dez minutos, dez minutos…

(Sonhos Eróticos de Um Noite de Verão)

15. Desconstruindo Harry (1997)

filmes polêmicos de woody allen

Um escritor problemático, uma prostituta negra, sequestro do próprio filho, nudez, palavrões. Provavelmente o filme mais “amoral” de Allen, que não poupa o espectador de nenhuma das sujeiras de seu protagonista, Harry, um homem misantropo cuja mentalidade expressa em seus livros é, no mínimo, controversa.

Todas as pessoas conhecem a mesma verdade. Nossas vidas consistem em como escolhemos distorcê-la.

Harry Block (Desconstruindo Harry)

As palavras mais importantes na língua inglesa não são "eu te amo", mas "é benigno".

Harry Block (Desconstruindo Harry)

Seis psiquiatras depois, três esposas, e eu ainda não consigo arrumar minha vida.

Harry Block (Desconstruindo Harry)