Depoimentos para Marido

Cerca de 454 depoimentos para Marido

Corinthians é igual a marido desempregado: ele sempre corre atrás, mas no fim chega de mão abandanando. E, mesmo assim, a gente ama e nunca larga o infeliz!

Thati Nunes Dra_do_Amor
205 compartilhamentos

Ser Feliz
É acordar com o bom dia da minha filha
É ver o meu marido chegar
É saber q posso tudo
É ouvir "TE AMO"
É fazer tudo que gosto
É passar o dia bem
É ter uma familia
É viver se arriscar
É ser escolhido,ser amado
É ser compreendido
É ser compreendido
É SER FELIZ ACIMA DE TUDO.

Viviane Dias
200 compartilhamentos

Então você seduziu seu marido louco para ser seduzido. Isso não é um pecado capital.

Stephenie Meyer - Livro Amanhecer
3 compartilhamentos

Se você quiser se vingar de seu marido e sua amante torne-a espôsa dele.

Maria Inês Wolf
3 compartilhamentos

"Além do meu marido eu ainda quero ter outro cachorro."

Stella Tristão
3 compartilhamentos

Aos 22 anos decidiu encontrar um marido. E encontrou, mas o marido não era dela.

A mulher que não sabia amar
3 compartilhamentos

Beleza não é eterna, caráter sim. Lembre-se disso ao escolher sua esposa ou marido.

Ronaldo Amaral Gonçalves
3 compartilhamentos

SEIS MANEIRAS DE SER UM BOM MARIDO:

1.Seja machista, mas não ignorante.
2.Seja sincero, mas não estúpido.
3.Seja safado, mas não infiel.
4.Seja humilde, mas não idiota.
5.Seja bacana, mas não sacana.
6.Seja gentil e presente.
SEIS MANEIRAS DE SER UMA BOA ESPOSA:

1.Seja moderna, mas não galinha.
2.Seja franca mas não azeda.
3.Seja ciumenta, mas não nojenta.
4.Seja severa, mas não megera.
5.Seja ardente, mas não indecente.
6.Seja amavel e bem contente.
UMA MANEIRA DE SER INTELIGENTE:

1.Não case

Desconhecido
3 compartilhamentos

Mulher de marido bom não envelheçe nunca

Jarbas A. M. Leite
3 compartilhamentos

Meu maior desejo é viver até aos 150 anos e, finalmente, morrer assassinado por um marido ciumento.

Desconhecido
3 compartilhamentos

“O que há com todas essas canções tristes?”

Marido Invisível
Inserida por josyannem
1 compartilhamento

Sempre fui o tipo de menina sonhadora. Aquela que assistia mil vezes cada um dos contos de fadas, usava os velhos vestidos da mãe para se vestir de princesa e criava um mundo de "faz de conta" na cabeça. Uma criança que vivia no mundo da lua, no mundo dos sonhos, da imaginação... Cresci, e continuei igual. Eu queria tanto, mais tanto, um casamento lindo e perfeito com tudo que tinha direito, inclusive, é claro, um príncipe para chamar de meu. Eu idealizei esse dia. Idealizei o casamento, a vida toda. E idealizava o príncipe também, perfeito, como nos contos de fadas. Pois nos contos o príncipe só vem para trazer a felicidade eterna. Hoje, faz UM ANO que estou casada. Bodas de papel. O dia oito de Junho foi inesquecível, um momento mágico para sempre. A realização de um sonho, a concretização de um momento ansiosamente esperado por quase todos os dias da minha vida. Lembro desse dia com emoção e com gratidão, por Deus ter me permitido vivê-lo. Pois bem, mais disso tudo, acho que todos já sabem. A pergunta que escuto quase todos os dias desde que casei é: "E ai? Como está a vida de casada?" É claro que nessas horas, eu resumo com um simples "vai bem". Mais a verdade é que em um ano, já tenho muito a dizer. A primeira é: Não, não é um conto de fadas. E também não, meu marido não é nenhum príncipe e nem consegui o meu "Felizes para sempre". Muitos dizem que o primeiro ano de casamento é uma constante lua de mel. Mais na realidade eu acredito que seja um dos mais difíceis. É difícil aprender a conviver com os defeitos e diferenças a cada dia, é difícil entrar em acordo com tudo que o outro decide, fala, pensa... E é difícil se acostumar com os problemas, responsabilidades e dificuldades que essa nova realidade traz. Mais é exatamente por não ser fácil, que é tão importante. Foi neste primeiro ano que vimos que precisamos um do outro para caminhar e para sermos felizes, que precisamos saber ouvir, nos calar muitas vezes, baixar a guarda, entender e aceitar as diferenças, respeitar as fraquezas, abrir mão de algumas coisas, aprender a gostar de outras... É como um barco, os dois tem que remar, sempre. Só assim o barco vai em frente. Em um ano, aprendemos o verdadeiro significado de amor. Amor não é gostar de alguém perfeito para nós. Não é ter alguém que te agrade sempre. Amar é quando conhecemos os piores defeitos de alguém, e mesmo assim queremos estar juntos. Amor é cuidado, é respeito, é construção. Uma construção que precisa de uma base forte e bem feita, bem trabalhada. Relaciono essa base a esse primeiro ano. Eu poderia escrever aqui um texto perfeito relatando só coisas boas e maravilhosas. Mais preferi descrever a verdade. A verdade é que tivemos momentos lindos e felizes, de alegrias, sorrisos e diversão. Passeamos, viajamos, fomos ao cinema, dormimos agarradinhos, comemos muito brigadeiro e pipoca na cama assistindo tv, brincamos, conversamos, desabafamos... Mas também choramos, discutimos, gritamos, discordamos.... Enfim, uma vida real, de um casal real, com protagonistas reais.

Nathalia Andrade
10 compartilhamentos

Pegue mais na mão da sua esposa e ela vai pegar menos no seu pé.

Tokars
3 compartilhamentos

Alguns rótulos devem ficar no armário. Quando rotulamos pessoas como noiva, noivo, marido, mulher, casado, solteiro... Esqueçemos de olhar por trás do rótulo.

Sex and the City
36 compartilhamentos

Você é fascinada pelo perigo.

Procura-se um marido.
Inserida por MKarol
1 compartilhamento

Eu caçaria, destroçaria e mastigaria os ossos de quem se atrevesse a magoar a
minha amiga.

Procura-se um marido.
Inserida por MKarol
1 compartilhamento

(Após comer meia torta...)
"(...) Não que isso fosse uma grande coisa, pois - não me odeie - posso comer o que quiser e nunca engordar (se bem que tenho uma suspeita oculta de que todas essas calorias estão descansando em volta do meu corpo como um punhado de colchões de ar microscópicos progamados para inflar no dia do meu quadragésimo aniversário)."

rocurava um Marido e Encontrei um Cachorro
Inserida por katiacylene
1 compartilhamento

(Após jogar ácido muriático no chão...)
" (...) derramei uma colher de sopa do ácido em uma nódoa bastante forte ao lado da banheira. O chiado foi tão violento que temi deparar com uma horda de diabinhos surgindo do vapor. Por um momento, entrei em pânico, sem saber se o ácido, além de devorar um século de imundíce, levaria juntos os azulejos, o chão e a placa de reboco do teto do vizinho de baixo."

Procurava um Marido e Encontrei um Cachorro
Inserida por katiacylene
1 compartilhamento

Procuro um rosto (Gláucio)
Procuro um rosto na multidão
Procuro um rosto que seja então,
Aquele que não vejo há muito
E que me faz recordar
Momentos de ternura e mansidão
Um rosto amigo e confiável...
Procuro seu rosto em todas as pessoas
Tento transplantá-lo
Para os corpos dos passantes
Imagino vê-lo vir ao meu encontro
Com passos firmes e voz pausada,
Sorriso sincero,
Confundo sonho com realidade
Somo o tempo
Multiplico a saudade
E divido a dor comigo mesma!

sonia nuss ( escrito logo após a morte de meu marido)
Inserida por s1m2n3
1 compartilhamento

Não foi só o que ele disse que fez meu mundo girar por alguns instantes, mas a forma como disse.

Procura-se um marido - Carina Rissi - Pág 156
Inserida por BiaFontes
1 compartilhamento