David de Sousa B de Menezes

Cerca de 108033 frases e pensamentos: David de Sousa B de Menezes

Soneto de separação

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

Vinicius de Moraes Livro de letras

É que o amor é essencialmente perecível, e na hora em que nasce começa a morrer. Só os começos são bons. Há então um delírio, um entusiasmo, um bocadinho do céu. Mas depois! Seria pois necessário estar sempre a começar, para poder sempre sentir?

Eça de Queirós O Primo Basílio

Soneto da Mulher ao Sol

Uma mulher ao sol - eis todo o meu desejo
Vinda do sal do mar, nua, os braços em cruz
A flor dos lábios entreaberta para o beijo
A pele a fulgurar todo o pólen da luz.

Uma linda mulher com os seios em repouso
Nua e quente de sol - eis tudo o que eu preciso
O ventre terso, o pêlo umido, e um sorriso
À flor dos lábios entreabertos para o gozo.

Uma mulher ao sol sobre quem me debruce
Em quem beba e a quem morda, com quem me lamente
E que ao se submeter se enfureça e soluce

E tente me expelir, e ao me sentir ausente
Me busque novamente - e se deixes a dormir
Quando, pacificado, eu tiver de partir...

A beleza das coisas existe no espírito de quem as contempla.

Gosto desta ideia: que o amor é uma forma de conversação em que as palavras agem em vez de serem faladas.

Todo mundo é um cientista maluco e a vida é o Laboratório. A gente está sempre experimentando, tentando achar um jeito de viver, de resolver os problemas, de se livrar da loucura do caos.

O hábito é o grande guia da vida humana.

Se, pelo menos, pudéssemos viver duas vezes: a primeira vez, para cometer todos os inevitáveis erros; a segunda, para lucrar com eles.

Recompense o sucesso e o fracasso igualmente - puna a inatividade.

Os sentimentos não devem ser lógicos. Perigoso é o homem que racionaliza suas emoções.

As normas existem para a obediência dos tolos e a orientação dos sábios.

O que as pessoas querem é o ódio, o ódio, nada mais do que o ódio, em nome do amor e da justiça, odeiam.

O coração do homem existe para reconciliar as contradições mais notórias.

Se nos cai nas mãos um volume, por exemplo, de teologia ou de metafísica escolástica, perguntamo-nos: contém alguma argumentação abstracta sobre a quantidade ou os números? Não. Contém alguma argumentação experimental sobre questões de fato e existência? Não. Então, que seja jogado ao fogo, pois contém apenas sofismas e ilusões.

Perdoar é libertar o prisioneiro e descobrir que o prisioneiro era você.

Lewis B. Smedes Forgiveness — The Power to Change the Past. Christianity Today, 1 dez. 2002.

O tempo é relativo e não pode ser medido exatamente do mesmo modo e por toda a parte.

Robert B. Downs Books That Changed the World, p. 143, 1956.

Nota: A citação é atribuída a Einstein, mas aparece no livro "Books That Changed the World", de Robert B. Downs, em um capítulo que faz menção a Einstein e a Teoria da Relatividade.

Muitos sabem ganhar dinheiro, mas poucos sabem gastá-lo.

Se você já construiu castelos no ar, não tenha vergonha deles. Estão onde devem estar. Agora, dê-lhes alicerces.

As coisas não mudam; nós é que mudamos.

Para cada mil homens dedicados a cortar as folhas do mal, há apenas um atacando as raízes.

Henry David Thoreau Walden ou A vida nos bosques (1854).